Escritura/Procuração Eletrônicas


Escrituras e procurações públicas eletrônicas geram economia de tempo e dinheiro.

Possuem a mesma segurança e confiabilidade dos atos feitos pelo método tradicional, transcritos em papel, ao mesmo tempo em que a internet torna menos burocrático o trabalho do tabelião de notas.

Para assinar, basta que os interessados possuam o certificado digital A3 – Chave ICP-Brasil (Assinatura Digital).

O certificado digital é criptografado para que somente a pessoa autorizada possa acessá-lo. Portanto, a assinatura digital tem a mesma validade jurídica de uma assinatura no papel.

A rotina de percorrer cartórios para reconhecer firma, autenticar documentos, solicitar certidões, assinar escrituras e procurações está sendo substituída pelo processo notarial eletrônico.
 

 

Notícias

TSE e PF vão compartilhar impressões digitais dos cidadãos

TSE e PF vão compartilhar impressões digitais dos cidadãos Publicado em: 20/11/2017 O TSE e a PF assinaram nesta quinta-feira, 16, um convênio que permite o compartilhamento do banco de dados das duas instituições, com o objetivo principal de promover maior eficiência à gestão pública. A partir de...
Leia mais

Lei acelera decisões de usucapião nos cartórios

Lei acelera decisões de usucapião nos cartórios Publicado em: 17/11/2017 Foi sencionada pelo presidente Michel Temer a Lei 13.465/2017, que visa diminuir a burocracia dos processos de regularização fundiária rural e urbana. Para casos de usucapião, a nova regulamentação permite que se em até 15...
Leia mais

Pagamento de custas com código incorreto não invalida recurso

OBJETIVO CUMPRIDO Pagamento de custas em guia com código de TRT incorreto não invalida recurso 13 de novembro de 2017, 21h27 O pagamento de custas em guia com código de TRT incorreto não invalida recurso, já que o objetivo de disponibilizar o dinheiro para a União foi atingido. Confira em...
Leia mais

Homem consegue anulação de óbito em seu nome

Homem que descobriu ter certidão de óbito em seu nome consegue anulação do documento Publicado em: 09/11/2017 Um cidadão de Cariacica que descobriu ter uma certidão de óbito em seu nome desde o ano de 2002, conseguiu a anulação, a partir de decisão da Justiça, do documento que impossibilitava...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados