Governo nega intenção de fechamento de escolas para cegos

 

11/04/2011 - 14h37

Técnico do governo nega intenção de fechamento de escolas para cegos 

O representante da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antônio José do Nascimento Ferreira, negou que o governo federal tenha interesse em fechar os institutos de educação para cegos. A expansão do número de salas com recursos multifuncionais - que já chegam a 24 mil no país - foi dada como prova do interesse do poder público em investir na capacitação dos deficientes visuais.

Ferreira admitiu, no entanto, uma fragilidade nessa rede. O ponto fraco seria a falta de contrapartida dos estados na designação de técnicos para operar as impressoras em braille fornecidas pela União. A queixa foi feita durante audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), nesta segunda-feira (11), realizada em comemoração ao Dia Nacional do Sistema Braille.

Apesar desses percalços, o técnico comentou o empenho do governo federal em inaugurar, até o final de 2012, o primeiro centro de formação e fornecimento de cães-guia, a ser instalado em Santa Catarina. Citou também parceria entre os Ministérios da Fazenda e da Ciência e Tecnologia para agregar tecnologia aos equipamentos utilizados na formação e capacitação de cegos.

Educação profissional

Ainda na área educacional, esse público vem contando com o apoio do Serviço Nacional da Indústria (Senai) que, este mês, oferece o primeiro curso de informática para deficientes visuais. Segundo a representante da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Loni Eliséte Manica, o Senai tem preparado seus professores para lidar com alunos com essas limitações e desenvolvido material de apoio aos cursos na linguagem braille.

Embora credite ao método as conquistas em termos profissionais e de acessibilidade, a coordenadora de revisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos, Regina Fátima Caldeira de Oliveira, lamentou um suposto enfraquecimento da parceria entre Brasil e Portugal em torno da unificação da simbologia braille. Conforme adiantou, nenhum dos dois países tem, hoje, representação nos Conselhos Mundial e Iberoamericano de Braille.

Após se queixar de que o Dia Mundial do Braille - celebrado no dia quatro de janeiro - seja sempre esquecido no Brasil, o especialista em educação de deficientes visuais Jonir Bechara Cerqueira comemorou a criação do Dia Nacional do Sistema Braille. A data escolhida foi o dia oito de abril, por coincidir com o nascimento do brasileiro José Álvares de Azevedo, que introduziu o método francês no país em 1850.

Por fim, o presidente da CDH, senador Paulo Paim (PT-RS), conclamou todos os setores produtivos a não só ampliarem a participação dos deficientes visuais no mercado trabalho, mas também a investirem em sua capacitação profissional. O parlamentar fez críticas a empresas que costumam contratar portadores de deficiência para cumprir uma exigência legal e lhe privam do desenvolvimento profissional e da possibilidade de ascender no trabalho.

Simone Franco / Agência Senado
 

Notícias

Artigo – Estadão – O potencial litigioso da LGPD – Por Evelyn Weck

Artigo – Estadão – O potencial litigioso da LGPD – Por Evelyn Weck Contrariando as expectativas daqueles que acreditavam que a Lei 13 709/2018 (LGPD) teria vigência a partir de janeiro de 2021, o atual cenário indica que a entrada em vigor acontecerá nos próximos dias. Do ponto de vista do titular...

Reforma tributária: prefeitos manifestam receio de perder receitas

Reforma tributária: prefeitos manifestam receio de perder receitas 17/09/2020, 21h55 A Comissão Mista da Reforma Tributária recebeu mais uma vez representantes dos municípios. Durante audiência pública remota nesta quinta-feira (17), esses representantes manifestaram novamente sua preocupação com...

O impacto da LGPD nas relações de trabalho

PRÁTICA TRABALHISTA O impacto da LGPD nas relações de trabalho 17 de setembro de 2020, 8h00 Por Cristiane Carvalho Andrade Araújo e Ricardo Calcini A sua aplicação se dá em todos os setores da economia e do Direito, sendo aplicável sempre que houver algum tipo de coleta de dados de terceiros, como...

Para o TJSP herdeiro não responde por dívida do falecido sem bens

Para o TJSP herdeiro não responde por dívida do falecido sem bens Por Elen Moreira 11/09/2020 as 11:55 Ao julgar a apelação interposta contra sentença que julgou improcedente a ação monitória diante da ausência de bens do falecido o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo manteve a decisão...

Agência Brasil explica: cuidados na hora de fazer o inventário

Agência Brasil explica: cuidados na hora de fazer o inventário Saiba como pode ser a distribuição de bens de um familiar que faleceu Publicado em 14/09/2020 - 07:51 Por Felipe Pontes - Repórter da Agência Brasil - Brasília Após a morte de um ente querido, além do luto, os parentes precisam superar...

Auxílio emergencial pode ser bloqueado para pagamento de honorários, diz juiz

SERVIÇO PRESTADO Auxílio emergencial pode ser bloqueado para pagamento de honorários, diz juiz 10 de setembro de 2020, 18h34 Por Rafa Santos Diante disso, ele determinou o bloqueio de 30% (trinta por cento) das parcelas do auxílio emergencial, transferindo-se a quantia alimentícia para conta...

É possível partilha em divórcio de imóvel em loteamento irregular, diz STJ

AUSÊNCIA DE MÁ-FÉ É possível partilha em divórcio de imóvel em loteamento irregular, diz STJ 8 de setembro de 2020, 20h22 Por Danilo Vital Com esse entendimento, a 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça deu provimento a recurso especial para definir que é admissível, em ação de divórcio, a...