O impacto da nova Lei do Distrato nos contratos de aquisição de imóveis

O impacto da nova Lei do Distrato nos contratos de aquisição de imóveis

9 de janeiro de 2019, 6h33
Por Carlos E. Elias de Oliveira e Bruno Mattos e Silva

. diretrizes interpretativas da nova lei: (i) a nova lei se destina a proteger a parte mais vulnerável no contrato, o adquirente;

Prossiga em Consultor Jurídico

Notícias

Reconhecimento de união estável com homem casado exige boa-fé

Reconhecimento de união estável com homem casado exige boa-fé    07/05/19 ÀS 21:12 Coordenação Roney Rodrigues Pereira - roney@bemparana.com.br A falta de comprovação de boa-fé impede o reconhecimento de união estável com homem casado não separado de fato.  Esse foi o entendimento...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados