R$ 13,6 bilhões para Agricultura, Desenvolvimento Agrário e Pesca em 2011

09/12/2010 - 12h12

 

Agricultura, Desenvolvimento Agrário e Pesca terão R$ 13,6 bilhões em 2011

 

Para desenvolver seus programas no próximo ano, os ministérios da Agricultura, do Desenvolvimento Agrário e da Pesca terão no Orçamento da União R$ 13,6 bilhões. O relatório para essa área, do deputado José Maia Filho (DEM-PI), foi aprovado na manhã desta quinta-feira (9) pela Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO).

O valor é R$ 833 milhões superior ao montante previsto na proposta do Executivo, de R$ 12,8 bilhões. O relator disse que, dentro das limitações, enfatizou programas que agregam mais recursos para pequenos investimentos de base na agricultura, no desenvolvimento agrário e na pesca, capazes de estimular a produção e organizar o abastecimento alimentar.

Em seu relatório, o deputado assinalou que o agronegócio continua sendo o segmento que mais tem contribuído para os resultados da balança comercial brasileira. Destacou também o crescimento do orçamento da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), de 1,8%, como reflexo da importância de suas atividades.

Maia disse que o Brasil, em menos de 30 anos, passou da condição de importador de alimentos para exportador de produtos nessa área. Por trás dessa revolução, conforme o relator, encontra-se a empresa pública responsável pela pesquisa no campo. Ele afirmou que a revista inglesa The Economist resumiu esse milagre em apenas "três palavras": Embrapa, Embrapa e Embrapa.

Outros relatórios

Ainda hoje, a CMO deve votar mais dois relatórios setoriais: o de integração nacional e meio ambiente e o de educação, cultura, ciência e tecnologia e esporte. Também podem ser apresentados hoje os últimos relatórios setoriais: o de infraestrutura e o de turismo.

O presidente da CMO, deputado Waldemir Moka (PMDB-MS), disse que espera votar todos os relatórios setoriais ainda hoje ou, na pior das hipóteses, na segunda-feira (13).

Djalba Lima / Agência Senado
 

Notícias

Uso de criptomoedas não significa lavagem de dinheiro

Uso de criptomoedas não significa lavagem de dinheiro 13 de fevereiro de 2019, 15h46 Por Rhasmye El Rafih Não obstante, as moedas virtuais são sofisticadas tecnologias desenvolvidas para favorecer transações financeiras descentralizadas e céleres, sem a necessidade de intermediação por banco ou...
Leia mais

Herdeiro condenado pela Justiça perde o direito à herança? - Exame

Herdeiro condenado pela Justiça perde o direito à herança? - Exame Publicado em: 14/02/2019 Um herdeiro que está preso, condenado pela Justiça, perde seus direitos? Veja a resposta no vídeo de finanças pessoais, com o advogado Samir Choaib, especialista em direito sucessório.   Assista o...
Leia mais

Para a maioria dos magistrados, STF deve se submeter a uma corregedoria

CONTROLE E FISCALIZAÇÃO Para a maioria dos magistrados, STF deve se submeter a uma corregedoria 13 de fevereiro de 2019, 10h25 Por Fernanda Valente Os dados mostram que 95,9% dos juízes ativos de primeira instância são a favor da submissão a uma corregedoria. Confira a pesquisa em Consultor...
Leia mais

A uniformização da jurisprudência e a segurança jurídica

REFLEXÕES TRABALHISTAS A uniformização da jurisprudência e a segurança jurídica 8 de fevereiro de 2019, 8h00 Por Pedro Paulo Teixeira Manus A função institucional do Poder Judiciário é dizer o direito, proporcionando a segurança jurídica aos jurisdicionados. Prossiga em Consultor Jurídico
Leia mais

Telemedicina: CFM abre prazo de 60 dias para contribuições

Telemedicina: CFM abre prazo de 60 dias para contribuições Publicado em 07/02/2019 - 10:49 Por Paula Laboissière - Repórter da Agência Brasil  Brasília O Conselho Federal de Medicina (CFM) abriu prazo de 60 dias para receber contribuições relativas à Resolução nº 2.227/2018, que atualiza...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados