Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)

Você tem dúvidas sobre o que é o TDAH?

Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). Tema ainda gera muitas dúvidas e neste momento é que surgem os mitos sobre o transtorno 

Pela redação - www.incorporativa.com.br

11/06/2011

Atualmente, muito tem se falado sobre o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), mas o tema, ainda, gera muitas dúvidas e neste momento é que surgem os mitos sobre o transtorno

As dúvidas são reforçadas por informações incorretas obtidas de fontes não confiáveis e propagadas, deixando de lado as evidências científicas e a dedicação de longo prazo de especialistas e estudiosos que dedicam seus esforços para melhorar a vida de pacientes e familiares.

Dados históricos comprovam que o primeiro registro sobre os sintomas do TDAH foi feito por George Still em 1900. A doença, reconhecida pela OMS (Organização Mundial da Saúde), é neurobiológica, com alto grau e hereditariedade, e se manifesta através de persistente desatenção e/ou hiperatividade mais frequente e grave do que tipicamente observado em outros indivíduos.

O diagnóstico é feito exclusivamente por um médico especialista através de entrevista, observação e aplicação de questionário com 18 pontos que segue padrão adotado da DSM-IV-TR. Os prejuízos causados pelos sintomas precisam estar presentes em dois ou mais ambientes (social, afetivo, familiar, escolar e/ou profissional) para que se confirme o diagnóstico.

São incontestáveis as consequências de quem sofre com o transtorno e não recebe o tratamento adequado. E não se trata de boa ou má educação. Um portador do TDAH apresenta sintomas de hiperatividade e/ou desatenção, a criança tem dificuldade em manter a atenção especialmente em atividades que exijam raciocínio ou leitura, em concluir tarefas e atividades, em se organizar. Tem dificuldade em permanecer sentada, é inquieta e tem dificuldade em aguardar a sua vez. Estes sintomas frequentemente interferem no processo de aprendizagem e no relacionamento com amigos e com a família.

No entanto, não são suficientes para um diagnóstico e apenas um médico especialista pode realizá-lo e só ele pode avaliar qual o tratamento mais adequado. O transtorno não tem cura, porém pode ser controlado por meio de tratamento multimodal que envolve medicamento e consultas psicoterápicas, além de orientações aos pais e professores.

Instituições como a ABDA (Associação Brasileira de Déficit de Atenção) reúnem informações oficiais sobre os mais diversos aspectos que possam pairar sobre transtorno. Vale ressaltar que cerca de 3 a 5% das crianças sofrem de TDAH. Nos EUA, cerca de 4,4 milhões de crianças com idades entre 4 a 17 anos foram diagnosticadas em algum momento de suas vidas, de acordo com os Centros dos EUA para Controle de Doenças e Prevenção (CDC). No mundo, estima-se que 5% das crianças possuem o transtorno com prevalência semelhante em diferentes culturas e regiões do planeta.

Fonte: Revista INCorporativa 
 

 

Notícias

Legalidade da alienação de bens do espólio por inventariante extrajudicial

Legalidade da alienação de bens do espólio por inventariante extrajudicial Marcus Kikunaga Quantos inventários deixam de ser formalizados por falta de recursos financeiros dos herdeiros? Traremos fundamentos para permitir a instrumentalização notarial da alienação de bens do espólio por...

Informativo de Jurisprudência do STJ destaca petição de herança

Informativo de Jurisprudência do STJ destaca petição de herança Processo: Processo sob segredo judicial, Rel. Min. Antonio Carlos Ferreira, Segunda Seção, por maioria, julgado em 26/10/2022. Ramo do Direito: Direito Civil Tema: Petição de herança. Prescrição. Termo inicial. Abertura da sucessão....