Ações estratégicas de modernização

Pesquisa ouve usuários do portal do TJMG

10/11/2011 - 15h27

Como parte das ações estratégicas de modernização da comunicação no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), magistrados, servidores, estagiários, cidadãos e profissionais do direito, que acessam o portal da instituição, estão sendo convidados a participar de uma pesquisa para apurar suas necessidades e preferências e para que o sítio eletrônico possa ser adaptado ao perfil de cada usuário.

Equipe de consultoria da empresa XTI Informática já está trabalhando no projeto do novo Portal e da nova intranet do TJMG. Nessa etapa, foi colocado na página inicial, do lado esquerdo, um link Pesquisa de Opinião para que as pessoas o acessem e respondam ao questionário.

O objetivo dessa pesquisa é conhecer o que as pessoas pensam a respeito do portal e da intranet e como imaginam que os novos projetos devem apoiar o seu trabalho e seu relacionamento com a Justiça.

As opiniões podem ser emitidas até o dia 21 de novembro. O formulário da pesquisa é composto por 15 questões para o público interno e 10 questões para o público externo. Para participar da pesquisa, acesse aqui, e clique no botão do formulário correspondente a sua categoria.

 

Fonte: TJMG

Extraído de CNJ

Notícias

Apontamentos sobre o reconhecimento da união estável

MP NO DEBATE Apontamentos sobre o reconhecimento da união estável 17 de junho de 2019, 8h00 Por Maria Fátima Vaquero Ramalho Leyser Antes da promulgação da Constituição Federal de 1988, a convivência entre homem e mulher, como se fossem casados, isto é, a união estável entre pessoas de sexo...
Leia mais

Governo divulga lista de negócios que podem ser abertos sem alvará

Governo divulga lista de negócios que podem ser abertos sem alvará Publicado em 12/06/2019 - 20:49 Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil  Brasília Foi publicada hoje no Diário Oficial da União uma lista com 287 atividades econômicas que não precisarão de autorizações prévias para...
Leia mais

Artigo - Cadê meus bens? – Por Ivone Zeger

12/06/2019 Artigo - Cadê meus bens? – Por Ivone Zeger A comunhão é parcial, mas há quem insista em pedir a herança do que não lhe pertence. Quando ela iniciou o relacionamento, ele já tinha uma empresa. Permaneceram em união estável por cinco anos, até o falecimento dele. Nesse período, a empresa...
Leia mais

Site que intermediou venda não é responsável por produto com defeito

RELAÇÃO DE CONSUMO Site que intermediou venda não é responsável por produto com defeito 11 de junho de 2019, 7h25 Por Gabriela Coelho "O site presta serviços de veiculação e intermediação de produtos e serviços na internet, integrando a cadeia de fornecimento de produtos e serviços, restando...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados