Nove estádios estarão prontos em dezembro de 2012

30/08/2011 | domtotal.com

 

Nove estádios estarão prontos em dezembro de 2012

 

BRASÍLIA - A presidente Dilma Rousseff disse nesta terça-feira que nove dos 12 estádios que receberão jogos da Copa do Mundo de 2014 estarão prontos já em dezembro do ano que vem.

"Das 12 arenas que receberão os jogos, 10 estão em obras, sendo que a conclusão de nove delas está prevista para dezembro de 2012, bem antes do início da Copa", disse Dilma em sua coluna semanal em jornais "Conversa com a Presidenta".

As duas arenas que estão com os cronogramas atrasados são as de São Paulo e Natal, que deverão ficar prontas meses antes do Mundial.

Ambas as cidades já foram descartadas da Copa das Confederações, evento teste do Mundial que será realizado em junho de 2013. Segundo a Fifa, os estádios da Copa podem ser entregues até fevereiro de 2014.

No caso da arena do Corinthians, que está sendo construída na zona leste da capital paulista, as obras só começaram no fim de maio e têm previsão de duração de 30 a 33 meses. No estádio de Natal, os trabalhos sequer começaram.

"Os obstáculos à construção do Itaquerão, em São Paulo, já foram superados e estão sendo criadas as condições para o início das obras na Arena das Dunas, em Natal", disse Dilma.

A presidente também comentou sobre as obras para expansão dos terminais aéreos, uma das preocupações da Fifa para a realização da Copa do Mundo. Segundo Dilma, "em seis aeroportos das cidades-sedes, as obras já começaram e, em cinco outros, a licitação já está em andamento".

Até dezembro, o governo pretende licitar à iniciativa privada os terminais de Brasília, Guarulhos e Viracopos.

Na semana passada, houve a concessão do primeiro aeroporto à iniciativa privada no país, o terminal de São Gonçalo do Amarante (RN), que não tem garantias de ser finalizado a tempo do Mundial.

Dilma afirmou também que as obras de modernização nos portos serão iniciadas ainda neste ano e deverão estar concluídas até 2013.

 

Reuters

 

Extraído de Dom Total

Notícias

RI Simplificado – STJ: procuração em causa própria

RI Simplificado – STJ: procuração em causa própria Atentar-se à sutileza do julgado que entende que a procuração em causa própria não é título translativo de propriedade. Processo REsp 1.345.170-RS, Rel. Min. Luis Felipe Salomão, Quarta Turma, por unanimidade, julgado em 04/05/2021. Ramo do...

Nome incomum não justifica alteração de registro

Nome incomum não justifica alteração de registro Publicado em 13 de maio de 2021 A 8ª câmara Cível do TJ/RS negou, unanimamente, pedido de homem para alteração do primeiro nome. Registrado como Cipriano, ele alegou que desde criança sofre com constrangimentos. Contou que deveria chamar-se...

Quero mudar meu nome. E agora?

Quero mudar meu nome. E agora? Brunna Frota Silva Saiba como o Judiciário tem lidado com os diferentes casos de pedidos de mudança de nome e ainda desmistificar reflexos culturais brasileiros envolvendo os sobrenomes. As motivações envolvem desde questões religiosas ao abandono...

WhatsApp e inclusão digital: uma saída para as Defensorias Públicas

TRIBUNA DA DEFENSORIA WhatsApp e inclusão digital: uma saída para as Defensorias Públicas 11 de maio de 2021, 8h01 Por Júlio de Camargo Azevedo e Giovani Ravagnani Considerado um dos principais cases de sucesso, a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro lançou em outubro de 2020 um...

STJ autoriza criança com nome de anticoncepcional a mudar registro

STJ autoriza criança com nome de anticoncepcional a mudar registro No entendimento dos ministros, houve rompimento unilateral do acordo firmado entre os pais da criança. terça-feira, 11 de maio de 2021 A 3ª turma do STJ autorizou a alteração do nome de uma criança registrada pelo pai com o nome...

Pontuação não pode ser lançada em CNH antes de recurso administrativo

CONTRADITÓRIO E AMPLA DEFESA Pontuação não pode ser lançada em CNH antes de recurso administrativo 4 de maio de 2021, 7h46 Por Tábata Viapiana O magistrado embasou a decisão na Resolução Contran 619/16 e também disse ser inaplicável a penalidade enquanto os fatos não forem devidamente apurados...