Certificado Digital   Clique na Imagem

Para que servem os Certificados Digitais

O que é?

O certificado digital é um documento eletrônico que garante proteção às transações online e a troca virtual de documentos, mensagens e dados, com validade jurídica.

Com este dispositivo, os sistemas de informação podem validar e reforçar os mecanismos de segurança online, utilizando a tecnologia para garantir a privacidade e confirmar a autenticidade das informações dos usuários, empresas e instituições na rede.

Com a certificação digital é possível, por exemplo, realizar transações bancárias com mais segurança. A instituição bancária possui certificado para autenticar-se junto ao cliente, assegurando que todas as transações estão sendo enviadas para o servidor do banco. Já o cliente, realizando operações via banco online, também tem uma chave de acesso que comprova sua identidade perante o banco.

Segmentos da economia que utilizam a certificação em suas atividades:


•Receita Federal do Brasil ;
•Área financeira e contábil;
•Poder Judiciário;
•Saúde;
•Educação.

Benefícios da certificação digital:


•Economia de tempo e redução de custos;
•Desburocratização de processos;
•Validade jurídica nos documentos eletrônicos;
•Possibilidade de eliminação de papéis;
•Autenticação na Internet com segurança.

 

Por que você precisa de um certificado digital?

Para assinar eletrônicamente um CPF *
Indicado para pessoa física

Para assinar eletrônicamente um CNPJ *
Indicado para empresas

Para assinar a emissão das Nota fiscal da empresa *
Indicado para empresas que emitem nota fiscal diariamente

Para um Site ou E-commerce *
Para aumentar a credibilidade do seu site. Todas as informações do seu site serão criptografadas

Para um Software *
Indicado para empresas que possuem softwares a serem distribuídos pela Internet e desejam garantir a integridade do código desses programas ou aplicativos.

Para o SPB PROD (Um sistema de pagamento Brasileiro de acordo com o Banco Central) *
Para a participação das instituições no Sistema de Pagamento Brasileiro (SPB), o Banco Central determinou uma série de procedimentos de segurança, entre eles a necessidade de certificado digital específico: o Certificado SPB.

Para o CCS PROD (Operações de cadastro de clientes do sistema financeiro nacional) *
Indicado para instituições financeiras que realizam operações referentes ao Cadastro de Clientes do Sistema Financeiro Nacional (CCS).

 

Do que você precisa?

e-CNPJ A1

Tem validade de 1 ano e é armazenado no próprio computador do cliente (não precisa de cartão, leitora ou token).

e-CNPJ A3

O e-CNPJ A3 é a versão eletrônica do CNPJ. Permite realizar operações de pessoa jurídica que necessitem de certificado digital, como a Receita Federal e Conectividade Social. O documento digital do tipo A3 é válido por até 3 anos e é gerado e armazenado em dispositivo portátil – Cartão Inteligente ou Token USB.

 

e-CPF A1


O e-CPF A1 é a versão eletrônica do CPF. Indicado para quem necessita de um certificado digital com menor prazo de validade e não necessita da portabilidade do certificado do tipo A3. É armazenado no próprio computador do titular e tem validade de 1 ano.

e-CPF A3

O e-CPF A3 é a versão eletrônica do CPF. Permite realizar operações de pessoa física e, caso represente empresa na Receita Federal, pode também realizar operações de pessoa jurídica. O documento digital é armazenado em dispositivo portátil – Cartão Inteligente e Token USB e tem validade de 2 ou 3 anos.

Fonte: Serasa

Notícias

Prazo máximo de renovação compulsória de aluguel comercial é de cinco anos

SEM ABUSO Prazo máximo de renovação compulsória de aluguel comercial é de cinco anos 14 de setembro de 2022, 8h48 Por Danilo Vital A questão toda passa pela interpretação do artigo 51 da Lei da Inquilinato. A norma diz que, "nas locações de imóveis destinados ao comércio, o locatário terá direito a...

TJSP condena pai a indenizar filha por abandono afetivo

TJSP condena pai a indenizar filha por abandono afetivo 04/09/2022 Reparação por danos morais fixada em R$ 10 mil.     Em decisão unânime, a 2ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo condenou um homem a indenizar sua filha por danos morais em decorrência de...

Arrematadores não podem tomar posse de imóvel obtido em leilão anulado

SEM AS CHAVES Arrematadores não podem tomar posse de imóvel obtido em leilão anulado 6 de agosto de 2022, 7h31 Por Emylly Alves Então, segundo o julgador, "a alienação do imóvel aos autores não poderia ter ocorrido, pois deixou de observar as formalidades legais. Se a imissão de posse está...