Saúde vocal

17/11/2010 - 20h55

 

Aprovado programa de saúde vocal para professores da rede pública

 

Volta à Câmara dos Deputados o projeto de lei da Câmara (PLC 11/09) que autoriza o Executivo a instituir o Programa Nacional de Saúde Vocal do Professor nas redes públicas de ensino. O texto foi aprovado com alterações pelo Plenário do Senado nesta quarta-feira (17). Ele estabelece um programa que inclui, entre outras normas, a realização de exames preventivos por ocasião da admissão do profissional para identificar indícios de alterações vocais ou patológicas na laringe.

Uma das emendas ao projeto original autorizou a criação do programa, em vez de impô-la ao Executivo. O relator, senador Papaléo Paes (PSDB-AP), disse que essa foi a melhor solução encontrada, pois, ao mesmo tempo em que trata de uma área que merece atenção do poder público, leva em conta que o programa implica gastos orçamentários para o governo. A medida é, portanto, de competência exclusiva do Executivo, explica o relator.

Esse programa prevê também a capacitação dos profissionais, a cada seis meses, por meio de treinamentos teóricos e práticos, ministrados por médicos e fonoaudiólogos com experiência comprovada na área, para orientar e habilitar os professores quanto ao uso profissional da voz e aos cuidados com a saúde vocal.

Está incluído ainda programa de prevenção que consiste na adequação do processo de trabalho ao melhor desempenho fonatório dos professores, mediante emprego de tecnologias que reduzam o esforço vocal e a exposição a agentes nocivos à voz.

Também está previsto atendimento fonoaudiológico e médico especializado para a reabilitação dos profissionais acometidos por alterações vocais ou laríngeas. Nesse programa, serão avaliados os casos que exijam redução da carga horária, afastamento temporário ou definitivo do professor ou sua readaptação para funções que não exijam o uso prolongado da voz.

De acordo com o projeto, o Programa Nacional de Saúde Vocal do Professor terá caráter fundamentalmente preventivo. Quando detectada alguma alteração vocal ou na laringe desse profissional, será garantido ao professor o pleno acesso a tratamentos fonoaudiológicos e médicos necessários, segundo o projeto.

A proposta, do deputado Carlos Abicalil (PT-MT), recebeu pareceres favoráveis com emendas, aprovados pelas Comissões de Educação, Cultura e Esporte (CE) e de Assuntos Sociais (CAS). Os relatores em ambas as comissões foi Papaléo Paes.

O autor e o relator da matéria informam que estudos científicos têm revelado a alta incidência de problemas vocais entre professores. Entre esses problemas, os mais citados são esforço vocal, garganta seca, falta de ar e alteração do tom de voz. Exames médicos e laboratoriais revelam ainda que a maioria dos professores apresenta problemas físicos, tais como fendas glóticas, constrição do vestíbulo laríngeo e sinais de refluxo gastroesofágico na laringe.

Ao citar o senador Josafá Marinho, já falecido, Papaléo disse que "os projetos autorizativos constituem importante indicação ao Executivo acerca das áreas merecedoras de maior atenção".

Helena Daltro Pontual / Agência Senado
 

Notícias

Apontamentos sobre o reconhecimento da união estável

MP NO DEBATE Apontamentos sobre o reconhecimento da união estável 17 de junho de 2019, 8h00 Por Maria Fátima Vaquero Ramalho Leyser Antes da promulgação da Constituição Federal de 1988, a convivência entre homem e mulher, como se fossem casados, isto é, a união estável entre pessoas de sexo...
Leia mais

Governo divulga lista de negócios que podem ser abertos sem alvará

Governo divulga lista de negócios que podem ser abertos sem alvará Publicado em 12/06/2019 - 20:49 Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil  Brasília Foi publicada hoje no Diário Oficial da União uma lista com 287 atividades econômicas que não precisarão de autorizações prévias para...
Leia mais

Artigo - Cadê meus bens? – Por Ivone Zeger

12/06/2019 Artigo - Cadê meus bens? – Por Ivone Zeger A comunhão é parcial, mas há quem insista em pedir a herança do que não lhe pertence. Quando ela iniciou o relacionamento, ele já tinha uma empresa. Permaneceram em união estável por cinco anos, até o falecimento dele. Nesse período, a empresa...
Leia mais

Site que intermediou venda não é responsável por produto com defeito

RELAÇÃO DE CONSUMO Site que intermediou venda não é responsável por produto com defeito 11 de junho de 2019, 7h25 Por Gabriela Coelho "O site presta serviços de veiculação e intermediação de produtos e serviços na internet, integrando a cadeia de fornecimento de produtos e serviços, restando...
Leia mais

Casamento infantil atinge 115 milhões de meninos no mundo

Casamento infantil atinge 115 milhões de meninos no mundo por Celio Martins[09/06/2019] [20:45] Quando se trata de casamento infantil, na maioria das vezes os estudos se referem a meninas. Apesar de os casos de casamentos precoces terem maior incidência no sexo feminino, um grande número de meninos...
Leia mais

Jurisprudência mineira - Cobrança - Fundo de promoção - Legitimidade passiva - Empresário individual - Pessoa natural - Confusão patrimonial - Morte - Espólio - Responsabilidade solidária do sucessor

11 - JUN, 2019 - Jurídico Jurisprudência mineira - Cobrança - Fundo de promoção - Legitimidade passiva - Empresário individual - Pessoa natural - Confusão patrimonial - Morte - Espólio - Responsabilidade solidária do sucessor COBRANÇA - FUNDO DE PROMOÇÃO - LEGITIMIDADE PASSIVA - CERCEAMENTO DE...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados