Indenização e perdão para homem preso por causa de relação amorosa com a irmã

Fonte: www.espacovital.com.br

Indenização e perdão para homem preso por causa de relação amorosa com a irmã

(25.05.11)

O alemão Patrick Stuebing, de 34 anos, cobra do Estado alemão, na Justiça de seu país, uma indenização de 40 mil euros (cerca de R$ 91 mil) depois que foi preso por manter - sem saber - uma longa relação incestuosa com sua irmã Susan Karolewski.
 
Stuebing tinha sido adotado ainda bebê e conheceu Susan e sua família biológica quando ele tinha 23 anos. Patrick e Susan nunca tinham se visto antes e acabaram se apaixonando. Eles passaram a viver juntos e tiveram quatro filhos. Em junho de 2008 as curiosas circunstâncias foram descobertas.

Patrick ficou dois anos e 20 dias preso por causa da relação com a irmã. Na Alemanha, o relacionamento sexual entre irmãos biológicos é considerado crime - mas no caso específico, só ele foi condenado.

Em 2004, Patrick chegou a fazer voluntariamente uma cirurgia de vasectomia. As informações são do jornal holandês "AD".

Uma decisão judicial, mais tarde, concedeu o perdão judicial - mas o julgado foi atacado por recurso da Procuradoria de Justiça alemã. Agora, Patrick e Susan criaram um saite em que pedem a adesão de pessoas compreensivas e de bem, para deem sua adesão a um abaixo assinado.

"O pano de fundo: dois anos e 20 dias Patrick já passou na prisão. E tudo porque a mulher com quem tem quatro filhos é sua irmã biológica". A revelação vem na página que o casal colocou na Internet. "A chamada pode ser imoral e irresponsável" - diz a página.

"A penalidade não cria nada, mas  traz um sofrimento indescritível" - é o apelo para que cidadãos alemãos subscrevam o manifesto a ser enviado à Justiça. São necessárias 1.000 assinaturas. Até hoje pela manhã já tinham sido obtidas 314.

Para acessar o saite do casal de irmãos biológicos, clique aqui. 
 

Notícias

Execução de alimentos antiga não deixa de ser urgente, decide STJ

PENSÃO ALIMENTÍCIA Execução de alimentos antiga não deixa de ser urgente, decide STJ 13 de novembro de 2018, 16h56 Por Gabriela Coelho “A dispensa inicial de alimentos pela convivente não invalida o acordo que fora entabulado entre as partes posteriormente". Leia em Consultor Jurídico
Leia mais

JURISTAS: GUARDA COMPARTILHADA - COMO TORNAR O PROCESSO MENOS DOLOROSO

JURISTAS: GUARDA COMPARTILHADA - COMO TORNAR O PROCESSO MENOS DOLOROSO Publicado em: 12/11/2018 Um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com dados colhidos entre 1984 e 2016 indica que, no Brasil, um em cada três casamentos resulta em divórcio. E na maioria das...
Leia mais

Contratos de namoro qualificado, namoro qualificado e união estável

Postado em 08 de Novembro de 2018 - 15:31 Contratos de namoro qualificado, namoro qualificado e união estável Por conta do entendimento de que o núcleo de afeto permite o reconhecimento de uma união familiar, pessoas tem, de modo cada vez mais frequente entabulado contratos de namoro, de namoro...
Leia mais

Ameaça espiritual serve para configurar crime de extorsão

DECISÃO 09/03/2017 08:42 Ameaça espiritual serve para configurar crime de extorsão Em decisão unânime, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) considerou que a ameaça de emprego de forças espirituais para constranger alguém a entregar dinheiro é apta a caracterizar o...
Leia mais

O sobrenome do enteado

O sobrenome do enteado          Regina Beatriz Tavares da Silva* 08 Novembro 2018 | 05h00 Em 2009, a Lei 11.924/09, também conhecida com Lei Clodovil por ser de autoria de famoso costureiro, que também foi deputado, alterou a Lei dos Registros Públicos, dando a...
Leia mais

Argentina concede certidão de nascimento sem menção de sexo

Argentina concede certidão de nascimento sem menção de sexo Publicado em: 07/11/2018 Pela primeira vez na Argentina uma pessoa obteve sua certidão de nascimento, da qual deriva toda a documentação restante, sem qualquer menção de sexo, conforme a Lei de Identidade de Gênero aprovada em 2012 no...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados