Indenização e perdão para homem preso por causa de relação amorosa com a irmã

Fonte: www.espacovital.com.br

Indenização e perdão para homem preso por causa de relação amorosa com a irmã

(25.05.11)

O alemão Patrick Stuebing, de 34 anos, cobra do Estado alemão, na Justiça de seu país, uma indenização de 40 mil euros (cerca de R$ 91 mil) depois que foi preso por manter - sem saber - uma longa relação incestuosa com sua irmã Susan Karolewski.
 
Stuebing tinha sido adotado ainda bebê e conheceu Susan e sua família biológica quando ele tinha 23 anos. Patrick e Susan nunca tinham se visto antes e acabaram se apaixonando. Eles passaram a viver juntos e tiveram quatro filhos. Em junho de 2008 as curiosas circunstâncias foram descobertas.

Patrick ficou dois anos e 20 dias preso por causa da relação com a irmã. Na Alemanha, o relacionamento sexual entre irmãos biológicos é considerado crime - mas no caso específico, só ele foi condenado.

Em 2004, Patrick chegou a fazer voluntariamente uma cirurgia de vasectomia. As informações são do jornal holandês "AD".

Uma decisão judicial, mais tarde, concedeu o perdão judicial - mas o julgado foi atacado por recurso da Procuradoria de Justiça alemã. Agora, Patrick e Susan criaram um saite em que pedem a adesão de pessoas compreensivas e de bem, para deem sua adesão a um abaixo assinado.

"O pano de fundo: dois anos e 20 dias Patrick já passou na prisão. E tudo porque a mulher com quem tem quatro filhos é sua irmã biológica". A revelação vem na página que o casal colocou na Internet. "A chamada pode ser imoral e irresponsável" - diz a página.

"A penalidade não cria nada, mas  traz um sofrimento indescritível" - é o apelo para que cidadãos alemãos subscrevam o manifesto a ser enviado à Justiça. São necessárias 1.000 assinaturas. Até hoje pela manhã já tinham sido obtidas 314.

Para acessar o saite do casal de irmãos biológicos, clique aqui. 
 

Notícias

Proteção dos alimentos: a inclusão dos avós na ação de alimentos

OPINIÃO Proteção dos alimentos: a inclusão dos avós na ação de alimentos Diego Ferreira da Silva Voloski 18 de junho de 2024, 19h43 A responsabilidade alimentar dos avós é subsidiária e complementar e só se configura na impossibilidade total ou parcial dos pais de cumprir com suas obrigações...

Nova lei limita liberdade de empresas para escolher foro de ações

LIBERDADE CONTRATUAL Nova lei limita liberdade de empresas para escolher foro de ações José Higídio 17 de junho de 2024, 7h44 O texto da lei diz que a escolha do foro precisa “guardar pertinência com o domicílio ou a residência de uma das partes ou com o local da obrigação” — exceto em contratos de...

Mães não precisam ser casadas para registro de filhos por fertilização

Mães não precisam ser casadas para registro de filhos por fertilização A juíza ressaltou a importância de suprir lacunas na legislação para garantir a proteção dos direitos das crianças e das genitoras. Da Redação quinta-feira, 13 de junho de 2024 Atualizado às 18:14 Não é necessário que genitoras...

Modificações no art. 63 do CPC via Lei 14.879/24: 6 pontos de preocupação

OPINIÃO Modificações no art. 63 do CPC via Lei 14.879/24: 6 pontos de preocupação Murilo Teixeira Avelino 11 de junho de 2024, 18h33 Com a alteração legislativa, a eleição de foro contratual ficou extremamente limitada: as partes só podem escolher, consensualmente, litigar perante os órgãos com...

Certidão com efeito de negativa prova quitação de dívida, decide TJ-DF

TUDO NOS CONFORMES Certidão com efeito de negativa prova quitação de dívida, decide TJ-DF 11 de junho de 2024, 7h51 Relator do agravo, o desembargador Robson Barbosa de Azevedo explicou que o artigo 192 do Código Tributário Nacional estabelece que o formal de partilha só pode ser expedido mediante...