Mais do que ser in, preservar é economizar tempo e dinheiro

 

24/06/2010 - 06h00

Dicas para preservar mais e pagar menos

“Falar em preservação do meio ambiente está na moda. Mas, mais do que ser in, preservar é economizar tempo e dinheiro, o que é vantagem para qualquer um”

 

 

Clique no nome do colunista para ver outros artigos
Renata Camargo*

O debate ambiental está polarizado na responsabilidade que o campo tem em relação à preservação das florestas brasileiras. É fato que o dever dos produtores rurais – sejam eles pequenos, médios ou grandes – é enorme na conservação dos recursos naturais. Mas é preciso entender o papel daqueles que vivem nas cidades. No Brasil, 81% da população está no meio urbano e as ações praticadas por essas pessoas influenciam fortemente na natureza.

Falar em preservação do meio ambiente está na moda. Mas, mais do que ser in, preservar é economizar tempo e dinheiro, o que é vantagem para qualquer um. Uma boa dica para os consumidores é buscar meios para economizar energia. Saber quanto cada eletrodoméstico consome de energia, por exemplo, pode significar menos gasto com sua conta de luz.

O primeiro passo começa na hora da compra. Ao escolher um aparelho, dê preferência para equipamentos que tenham selo de economia de energia (no Brasil, Selo Procel – aquele símbolo que é uma fita vermelha com uma lâmpada dentro, metade acesa, metade apagada). Nele vem escrita a informação fundamental que conquista o consumidor logo de cara: “Este produto consome menos energia”.

Saiba quais são os equipamentos com selo

Veja aqui o catálogo de marcas com o Selo Procel

Outra dica é calcular o quanto cada eletrodoméstico que você tem em casa (ou pelo menos, os mais custosos) gasta de energia. A princípio, pode parecer algo complexo, mas a fórmula é relativamente simples, como mostra o Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel).

É preciso primeiro localizar a potência do eletrodoméstico, medida em Watts (W). Essa informação está no manual do fabricante. Mas, se você for daquelas pessoas que jogam fora os manuais, tente localizar os dados do equipamento pela internet.

Achado isso, multiplique a potência pelo número de horas utilizadas e, depois, pelo número de dias de uso mês (Wh/mês). O resultado, divida por 1000. Para saber o valor em reais, multiplique o consumo médio mensal em KWh (1000 Watts = 1 KWatts) pelo valor da tarifa cobrada em sua conta de luz. Atenção, não é o valor total da conta, mas a tarifa cobrada pela concessionária.

Ainda assim, se achar que não vale a pena tanta matemática, você tem outras opções para economizar. Com pequenas mudanças de hábito, é possível enxugar o orçamento doméstico e contribuir para reduzir o consumo de energia e, consequentemente, colaborar para um uso mais adequado dos recursos naturais.

Veja algumas boas dicas para economizar energia:

- Ao viajar, desligue a chave-geral;
- Tomadas quentes são sinônimo de desperdício. Por isso, evite o uso de benjamins;
- Se tiver ar-condicionado em casa, proteja a parte externa do aparelho da incidência do sol, sem bloquear as grades de ventilação;
- Pinte o teto e as paredes internas de sua casa com cores claras. Elas refletem melhor a luz, diminuindo a necessidade de iluminação artificial;
- Substitua as lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas ou circulares na área da cozinha, área de serviço, garagem e outros locais que fiquem com as luzes acesas mais de 4 horas por dia. Uma lâmpada fluorescente economiza até 80% de energia comparada com a lâmpada comum e dura dez vezes mais;
- Em seu computador, mantenha acionado o Programa Energy Star®, utilizando os recursos de economia de energia do monitor. Esse sistema desliga o monitor quando o computador não estiver sendo utilizado por muito tempo. Acesse este recurso clicando em: Meu Computador/ Painel de Controle/ Vídeo;
- Nunca deixar seu aparelho "dormir" carregando. Ou seja, dê a carga e retire-os da tomada. Só carregue o tempo necessário especificado no manual;
- Instale a geladeira e o freezer em local bem ventilado, longe do fogão, aquecedores e áreas expostas ao sol;
- Arrume os alimentos na geladeira de forma a perder menos tempo para encontrá-los e deixe espaço entre eles para o ar poder circular;
- Não guarde alimentos e líquidos quentes, nem em recipientes sem tampa.
- Não forre as prateleiras da geladeira. Isto dificulta a circulação de ar;
- Faça o degelo periodicamente para evitar que se forme camada de gelo;
- No inverno, a temperatura interna do refrigerador não precisa ser tão baixa quanto no verão. Regule o termostato;
- Nunca desliga a TV através somente do controle remoto. Desligue-a da tomada;
- E, atenção, o consumo de aparelhos em stand by pode representar 12% do consumo doméstico de energia.

Veja mais no manual Dicas de Economia de Energia para um Mundo Melhor

 

 

*Formada em Jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB), Renata Camargo é especialista em Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável pelo CDS/UnB. Já atuou como repórter nos jornais Correio Braziliense, CorreioWeb e Jornal do Brasil e como assessora de imprensa na Universidade de Brasília e Embaixada da Venezuela. Trabalha no Congresso em Foco desde 2008.

 

Congresso em foco

Notícias

MP que simplifica assinatura eletrônica é sancionada com vetos

LEI 14.063/20 MP que simplifica assinatura eletrônica é sancionada com vetos 24 de setembro de 2020, 12h22 Por Tiago Angelo A normativa (Lei 14.063/20) prevê a criação de duas modalidades de assinatura: a simples e a avançada. Clique aqui para ler a lei Confira em Consultor Jurídico

Alteração do regime de bens do casamento

Alteração do regime de bens do casamento Marina Aidar de Barros Fagundes Aqui cabe apenas um parêntesis para destacar que casamento celebrado para maiores de 70 anos enseja a aplicação do regime da separação legal, ou separação obrigatória de bens. quarta-feira, 23 de setembro de 2020 Ao se...

Artigo – Estadão – Um cavalo de Troia na LGPD – Por Marcilio Braz Jr.

Artigo – Estadão – Um cavalo de Troia na LGPD – Por Marcilio Braz Jr. Podemos, enfim, comemorar. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que regulará o tratamento de dados pessoais, veio, enfim, ao mundo (18/9). Porém ao estabelecer como todos nós poderemos exercer nossos direitos, ela traz em sua...

STJ admite multa preventiva por excesso de peso nas estradas

INSTRUMENTO DE COERÇÃO STJ admite multa preventiva por excesso de peso nas estradas 22 de setembro de 2020, 7h26 Por Danilo Vital Na avaliação do ministro Benedito Gonçalves, no caso, as astreintes foram transformadas em uma forma indireta de agravar a multa administrativa. Confira em Consultor...

Aprovação de recuperação sem aval de credor não vale para todos os casos

VOTO 'CAFÉ COM LEITE' Aprovação de recuperação sem aval de credor não vale para todos os casos 20 de setembro de 2020, 7h18 No caso julgado, o TJ-SP entendeu que o voto pode ser desconsiderado quando este for o único integrante de uma das classes de créditos do processo. Confira em Consultor...

Artigo – Estadão – O potencial litigioso da LGPD – Por Evelyn Weck

Artigo – Estadão – O potencial litigioso da LGPD – Por Evelyn Weck Contrariando as expectativas daqueles que acreditavam que a Lei 13 709/2018 (LGPD) teria vigência a partir de janeiro de 2021, o atual cenário indica que a entrada em vigor acontecerá nos próximos dias. Do ponto de vista do titular...