Plano nacional para combate ao tráfico de drogas

 
Combater crime organizado é um dos principais desafios, diz José Eduardo Cardozo

Ivan Richard
Repórter da Agência Brasil

 

Brasília - O deputado federal José Eduardo Cardozo – escolhido pela presidenta eleita, Dilma Rousseff, para comandar o Ministério da Justiça – disse há pouco que os maiores desafios de sua pasta serão o combate ao crime organizado e a melhoria da segurança pública no país.

Cardozo afirmou, durante cerimônia de posse de Dilma, que esse problemas são questões de Estado e que o novo governo deverá agir para unir os Três Poderes. “Temos que dar respostas de Estado, não políticas, eleitoreiras ou corporativas. Precisamos criar um plano nacional para combater o tráfico de drogas e melhorar a segurança.”

Apesar de reconhecer que a presidenta Dilma terá uma base de sustentação “sólida” no Congresso, Cardozo disse que o debate a respeito do valor do salário mínimo poderá ser o primeiro desafio do novo governo no diálogo com o Legislativo.

“É uma questão polêmica em que se colocam de um lado a necessidade de remuneração justa do trabalhador e de outro a possibilidade do Estado brasileiro. Acredito que prevalecerá a questão da responsabilidade.”

Veja os ministros do novo governo:

 

 


Edição: Talita Cavalcante - Agência Brasil

 

 

Notícias

ANOREG/BR comunica disponibilidade de emissão do CCIR 2024 no site do Incra

ANOREG/BR comunica disponibilidade de emissão do CCIR 2024 no site do Incra A Associação dos Notários e Registradores do Brasil (ANOREG/BR) comunica que o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) tornou público, na segunda-feira (17/06), o Edital nº 692, de 12 de junho de...

Proteção dos alimentos: a inclusão dos avós na ação de alimentos

OPINIÃO Proteção dos alimentos: a inclusão dos avós na ação de alimentos Diego Ferreira da Silva Voloski 18 de junho de 2024, 19h43 A responsabilidade alimentar dos avós é subsidiária e complementar e só se configura na impossibilidade total ou parcial dos pais de cumprir com suas obrigações...

Nova lei limita liberdade de empresas para escolher foro de ações

LIBERDADE CONTRATUAL Nova lei limita liberdade de empresas para escolher foro de ações José Higídio 17 de junho de 2024, 7h44 O texto da lei diz que a escolha do foro precisa “guardar pertinência com o domicílio ou a residência de uma das partes ou com o local da obrigação” — exceto em contratos de...

Mães não precisam ser casadas para registro de filhos por fertilização

Mães não precisam ser casadas para registro de filhos por fertilização A juíza ressaltou a importância de suprir lacunas na legislação para garantir a proteção dos direitos das crianças e das genitoras. Da Redação quinta-feira, 13 de junho de 2024 Atualizado às 18:14 Não é necessário que genitoras...

Modificações no art. 63 do CPC via Lei 14.879/24: 6 pontos de preocupação

OPINIÃO Modificações no art. 63 do CPC via Lei 14.879/24: 6 pontos de preocupação Murilo Teixeira Avelino 11 de junho de 2024, 18h33 Com a alteração legislativa, a eleição de foro contratual ficou extremamente limitada: as partes só podem escolher, consensualmente, litigar perante os órgãos com...