Sistema prisional

 

03/12/2010 17:28
 

Orçamento terá esforço concentrado para votar pareceres setoriais

 

 

A Comissão Mista de Orçamento vai realizar nove reuniões na próxima semana para votar os relatórios setoriais da proposta orçamentária para 2011 (PLN 59/10). Serão três por dia, entre terça e quinta-feira (7 a 9). Nesse intervalo o governo ainda vai negociar a votação do projeto que reduz as metas de superávit primárioResultado positivo entre a arrecadação global do setor público (excluídas as receitas obtidas com aplicações financeiras) e o total de gastos gastos, desconsiderando as despesas com juros. O poder público, ao se impor o superávit primário, busca evitar o excesso de despesas. Esse dado é um dos principais termômetros observados pelo investidores estrangeiros para medir a capacidade de um país pagar os credores em dia. Além disso, o saldo de arrecadação obtido é utilizado para pagamento da dívida pública. neste ano e no próximo (PLN 86/10).

O primeiro dos dez relatórios setoriais, entregue nesta sexta-feira, é referente à área temática 7, que reúne os orçamentos dos ministérios da Justiça e da Defesa. O relator, senador Gilvam Borges (PMDB-AP), apresentou um substitutivo que elevou o orçamento fiscal e da seguridade das duas pastas de R$ 71,2 bilhões para R$ 71,8 bilhões. A maior parte do acréscimo (R$ 463,8 milhões) foi destinada a investimentos no Ministério da Defesa, com base em emendas apresentadas pelos parlamentares, bancadas e comissões.

Sistema prisional
No seu parecer, Borges alerta os parlamentares para a redução dos recursos destinados ao programa Aprimoramento da Execução Penal, que tem entre suas principais ações o aparelhamento e a construção de presídios nos estados, por meio de convênios.

O programa recebeu R$ 124,9 milhões na proposta orçamentária. O valor foi elevado para R$ 125,1 milhões pelo relator setorial. Mesmo assim, é inferior ao autorizado para 2010 (R$ 188,2 milhões). “Chama atenção essa queda, não obstante os dados oficiais revelarem que o País conta com um alto e crescente déficit de 194.650 vagas em seu sistema prisional”, afirma o senador no relatório.

Além disso, ele ressalta que a maior parte do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), que financia o programa, já está sendo “esterilizada” na proposta orçamentária. O termo é usado para os recursos vinculados a uma determinada área que são bloqueados pelo governo para formar o superávit primário. Dos R$ 269,7 milhões previstos para o Funpen, R$ 144,7 milhões (53,6%) vão para a reserva de contingência no próximo ano.

Até a próxima semana devem ser entregues os demais pareceres setoriais, referentes às áreas de Infraestrutura; Saúde; Integração Nacional e Meio Ambiente; Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Esporte; Planejamento e Desenvolvimento Urbano; Fazenda, Desenvolvimento e Turismo; Poderes do Estado e Representação; Agricultura e Desenvolvimento Agrário; e Trabalho, Previdência e Assistência Social.

 

Reportagem - Janary Júnior
Edição – Daniella Cronemberger - Agência Câmara
 

 

Notícias

Trisais: ‘Estado não pode se colocar contra essa realidade’, diz advogado

Trisais: ‘Estado não pode se colocar contra essa realidade’, diz advogado Relacionamentos não monogâmicos não são permitidos dentro da constituição brasileira. Os tribunais superiores, o STF e o STJ, entendem que que pessoas que praticam poliamor estão praticando concubinato (relação entre homens e...

Princípio de Saisine: posição jurisprudencial do STJ e direito de herança

OPINIÃO Princípio de Saisine: posição jurisprudencial do STJ e direito de herança 3 de julho de 2022, 17h06 Por Gerson Lopes Fonteles Em recente entendimento, a 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou provimento no recurso especial de um herdeiro que desejava anular deliberações...

Governo entrega primeiras carteiras de identidade nacional

Governo entrega primeiras carteiras de identidade nacional Origem das Imagens/Fonte: Anoreg/BR Detalhes do novo modelo de passaporte também foram apresentados. O presidente Jair Bolsonaro participa de cerimônia de emissão das novas carteiras de identidade nacional nos estados e do lançamento...

O que há em comum entre o divórcio e a dissolução parcial de sociedade

OPINIÃO O que há em comum entre o divórcio e a dissolução parcial de sociedade 29 de junho de 2022, 7h12 Por Ana Carolina Lessa Um dos principais tema do Direito de Família é o casamento, que estabelece, concomitantemente, sociedade conjugal e vínculo matrimonial. Leia em Consultor Jurídico