Um novo e criativo método para lesar correntistas que usam caixas eletrônicos

Um novo e criativo método para lesar correntistas que usam caixas eletrônicos

(23.05.11)

 

Três integrantes de uma quadrilha de São Paulo que aplicou golpes em 20 Estados foram presos na noite de sábado (21) pela Polícia Civil do RS, enquando realizavam saques na agência do Banco Itaú na Avenida Benjamin Constant, em Porto Alegre.

O modo de agir deles foi considerado uma novidade. "É algo novo, muito criativo e bem bolado" – diz o delegado Juliano Ferreira, da Delegacia de Roubos e Extorsões do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic),

Com o grupo, a Polícia Civil apreendeu R$ 5 mil, mais de 20 cartões e telefones celulares. Um dos integrantes da quadrilha, que aguardava os comparsas dentro de um automóvel alugado, conseguiu fugir.

O delegado Juliano disse os golpistas invadiam agências bancárias e danificavam - de maneira pouco perceptível - os caixas eletrônicos, deixando apenas um em funcionamento. Neste, os criminosos instalavam um sistema que retia os cartões dos clientes – eles ficavam presos por um saco colocado no interior da máquina.

Os meliantes também substituíam o telefone da agência. Quando o cliente lesado usava o aparelho buscando orientações sobre o cartão que ficara preso, a ligação era direcionada a um celular da quadrilha.

Um dos marginais se fazia passar por "atendente plantonista" do banco e pedia que o cliente informasse seus dados para "conferência". Supondo estar falando realmente com o banco, a vítima passava os dados sobre a conta - inclusive a senha - com o objetivo de bloqueá-la.

Após recolherem os cartões e obterem os dados passados pelos próprios clientes, os criminosos seguiam para outra agência, onde as máquinas não haviam sido manipuladas. Aí faziam saques e realizavam transferências.

Como o golpe era aplicado somente aos fins de semana ou à noite nas vésperas de feriados, o cliente só poderia ser atendido na agência no primeiro dia útil subsequente.

No último sábado (21), os golpistas agiram em agências bancárias nas ruas Mostardeiro, Silva Jardim e Salgado Filho.

Na agência da Benjamin Constant - onde três foram presos - eles estavam fazendo saques e transferências com os cartões furtados. De posse dos dados dos clientes, os meliantes transferiam o dinheiro de suas contas para a conta de um laranja, em São Paulo.

O delegado Juliano disse que este foi o terceiro fim de semana que a quadrilha atuou em agências do RS. O prejuízo no Estado é estimado em R$ 600 mil.

Os presos foram identificados como Valdir Tito, Felipe Santos e Roberto Gonçalves, todos originários de São Paulo. O delegado acredita que o quarto integrante da quadrilha, que já foi identificado mas segue foragido, será preso ao longo desta semana.

Fonte: www.espacovital.com.br
 

 

Notícias

Justiça de Uberaba divide pensão em benefício de viúva

Justiça de Uberaba divide pensão em benefício de viúva Valor estava sendo destinado unicamente à filha do falecido 13/01/2021 13h57 - Atualizado em 13/01/2021 15h24 O juiz Lúcio Eduardo de Brito, da 1ª Vara Cível da Comarca de Uberaba, condenou o Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de...

Clipping – IstoÉ – A ordem é recuperar empresas?

Clipping – IstoÉ – A ordem é recuperar empresas? Nova Lei de Falências foi pensada para tornar o processo de recuperação judicial mais seguro e eficiente. Para especialistas, os seis vetos de Bolsonaro tornaram as mudanças tímidas Entra em vigor no próximo dia 24 uma lei que prevê tornar o processo...

Memorial Descritivo: o que é e para que serve?

Memorial Descritivo: o que é e para que serve? Ademi-PR explica quais as informações presentes no documento e a sua importância para a segurança jurídica do comprador do imóvel. por Ademi PR[07/01/2021] [18:23] O lançamento de um empreendimento imobiliário envolve diversos documentos e aprovações....

Em 2021, Câmara dos Deputados deve votar proposta de lei sobre teletrabalho

OPINIÃO Em 2021, Câmara dos Deputados deve votar proposta de lei sobre teletrabalho 7 de janeiro de 2021, 12h05 Por Valéria Wessel S. Rangel de Paula Quanto à jornada de trabalho, o projeto dispõe que os empregados em teletrabalho total ou híbrido não terão direito a horas extras, desde que não...

As inovações na recuperação e na falência por força da Lei 14.112/2020

As inovações na recuperação e na falência por força da Lei 14.112/2020 6 de janeiro de 2021, 7h12 Por Gleydson K. L. Oliveira Poderá agir como credora qualquer pessoa, inclusive os credores sujeitos ou não aos efeitos da recuperação, familiares, sócio e outra sociedade integrante do grupo econômico...