"Temos que trabalhar em consonância com os interesses do povo"

 

02/02/2011 13:33

Melhorar a imagem do Congresso é uma das metas de Inocêncio

Com 421 votos, deputado Inocêncio Oliveira foi eleito 3º secretário da Mesa Diretora da Câmara.

Saulo Cruz
Inocêncio: "Temos que trabalhar em consonância com os interesses do povo."

O novo 3º secretário da Mesa Diretora da Câmara, deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE), pretende usar a experiência acumulada como presidente da Casa (1993-1994), como 1º e 2º vice-presidente, e como 1º e 2º secretário para auxiliar na unidade da Mesa e para melhorar a imagem que a sociedade tem do Congresso.

“Para melhorar a imagem, temos que trabalhar em consonância com os interesses do povo, precisamos votar propostas que atendam ao que o cidadão espera. O Executivo tem que mandar menos medidas provisórias para que possamos votar os projetos que começam aqui”, afirmou Inocêncio Oliveira.

Para o parlamentar, entre os interesses do povo está o fortalecimento dos municípios e o repasse de recursos capazes de assegurar saúde, segurança e educação para o cidadão. Na avaliação de Inocêncio Oliveira, é preciso que a União use dinheiro para proteger as cidades. “São elas que precisam ser assistidas e abastecidas, porque é lá que a população vive”, argumenta.

Inocêncio Oliveira disse ainda que o Poder Legislativo precisa se empenhar em fazer as reformas política e tributária, mesmo que de forma fatiada. Ele apontou como pontos mais urgentes da reforma política o financiamento público de campanha e a proibição de coligações não proporcionais, em que pequenos partidos ficam sub-representados. Na reforma tributária, ele citou a urgência de reduzir a carga de impostos.

Décimo mandato
O deputado Inocêncio Oliveira, 72 anos, assumiu nesta terça-feira seu décimo mandato consecutivo. Sua atuação parlamentar é focada nas áreas de saúde, trabalho e previdência, e em temas relativos ao desenvolvimento do Nordeste. O deputado participou de diversas comissões como a de Trabalho, Administração e Serviço Público; e de Seguridade Social e Família.

Esta é a primeira vez que Inocêncio assume a 3ª Secretaria, que tem, entre suas atribuições, o controle e fornecimento de requisições de passagens aéreas aos deputados; o tratamento de missões especiais dos parlamentares; o exame de requerimentos de licenças e justificativas de faltas. O 3º secretário também é o corregedor substituto e responsável pela concessão de licenças médicas.

Reportagem – Rachel Librelon
Edição - Pierre Triboli - Agência Câmara
 

Notícias

Previdência para amantes: descalabro jurídico

Previdência para amantes: descalabro jurídico          Regina Beatriz Tavares da Silva* 17 Janeiro 2019 | 06h00 Em vários artigos anteriores (como aqui, aqui e aqui) já salientei a importância do julgamento pelo Supremo Tribunal Federal (STF) dos Recursos...
Leia mais

Artigo – É meu, seu ou nosso? – Por Marcia Dessen

Artigo – É meu, seu ou nosso? – Por Marcia Dessen Evite conflitos e escolha, antes de casar, o regime da comunhão de bens Nem sempre um casal decide e planeja o casamento. Muitas vezes, acontece aos poucos, e, de repente, estão casados ou vivendo em união estável. Independentemente da forma ou da...
Leia mais

O divórcio do homem mais rico do mundo e o pacto antenupcial

O divórcio do homem mais rico do mundo e o pacto antenupcial          Lucas Marshall Santos Amaral 11 Janeiro 2019 | 04h00 Jeff Bezos e MacKenzie Bezos estão casados há 25 anos. Foi nesse período que ele se tornou o homem mais rico do mundo. Porém, a vida de...
Leia mais

Afeto como elemento basilar da relação familiar

Afeto como elemento basilar da relação familiar    10/01/19 ÀS 00:00 André Vieira Saraiva de Medeiros A família sofreu inúmeras modificações ao longo dos anos e – por consequência do processo evolutivo – a concepção de parentalidade foi extensivamente alterada, sob influência direta da...
Leia mais

A opção extrajudicial de recuperação de empresas

A opção extrajudicial de recuperação de empresas 7 de janeiro de 2019, 6h24 Por Murilo Aires Na recuperação extrajudicial não há intervenção do Ministério Público, nomeação de administrador judicial nem mesmo prazo mínimo de dois anos de supervisão judicial. Confira em Consultor Jurídico
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados