Anoreg/RN: Conselheiro da Anoreg/RN explica como funciona a Ata Notarial

Anoreg/RN: Conselheiro da Anoreg/RN explica como funciona a Ata Notarial

O conselheiro da Associação dos Notários e Registradores do RN – ANOREG/RN, Filipe Gustavo Maux, titular do Ofício Único de Baia Formosa, foi entrevistado no programa Jornal Potiguar Notícias da terça-feira, 24, onde falou de assuntos diversos sobre cartórios e ações notariais, em especial o mecanismo da Ata Notarial, na qual mensagens e imagens de celular podem ser comprovados para uso jurídico.

Segundo Filipe, “atualmente mensagens no aparelho celular enviadas pelo Whatsapp, Instagram ou telefone, que fazem chantagem ou coação ou algo que a pessoa que recebeu não quer que seja divulgado, ela pode compriovar aquela imagem ou mensagem e levar para a Justiça. Hoje temos forma de provar que a mensagem foi realmente recebida através do instituto da Ata Notarial. A pessoa vai ao cartório, leva o celular, o tabelião vê a mensagem, o número que quem enviou e narra em um documento público que em data e hora determinados ele viu a mensagem no aparelho e que havia realmente uma conversa, uma imagem, então consegue-se provar e materializar aquele fato para fins judiciais”, explica.

O conselheiro registra que “qualquer cartório de notas está apto a realizar a Ata Notarial. Basta a pessoa que se sente prejudicada ou precisa da materialização da mensagem ou imagem levar o aparelho celular”.

“Isso serve para casos de ex-namorados que após o termino ameaçam ou chantageiam a outra pessoa, de pessoas que estão sendo humilhadas ou agredidas de alguma forma”, diz.

Fonte: Potiguar Notícias
Extraído de Anoreg/BR

Notícias

Imposto sobre herança pode combater desigualdades, afirma auditor fiscal

Imposto sobre herança pode combater desigualdades, afirma auditor fiscal Por Congresso Em Foco Em 03 jun, 2020 - 19:04 Última Atualização 03 jun, 2020 - 21:53 O ITCMD, tem potencial de dar aos estados a condição de sobreviverem sozinhos, "sem ficar pedindo ajuda à federação o tempo todo", segundo o...

Doações de bens feitas por idosos na pandemia poderão ser revistas

Doações de bens feitas por idosos na pandemia poderão ser revistas 03/06/2020, 13h54 Doações de bens feitas por idosos durante o período da emergência em saúde provocada pelo coronavírus poderão ser revogadas em um prazo de até um ano. É o que diz projeto de lei (PL 3.049/2020) do senador Arolde...

SC: Condomínio não pode impedir mudanças de moradores durante a pandemia

SC: Condomínio não pode impedir mudanças de moradores durante a pandemia A liminar é da juíza de Direito substituta Ana Luisa Schmidt Ramos do JEC do Norte da Ilha/SC. segunda-feira, 13 de abril de 2020     Condomínio não pode impedir mudanças de moradores durante a pandemia. Com...

Mulher trans obtém direito de ter nome no registro de nascimento da filha

Mulher trans obtém direito de ter nome no registro de nascimento da filha Defensoria Pública foi acionada em 2018 e o caso foi encerrado, com sucesso, neste mês de maio Por: Portal Folha PE em 29/05/20 às 16H09, atualizado em 29/05/20 às 16H18 Carolina*, mulher trans, ainda no ano de 2018, buscou a...

CNJ autoriza retomada de atividades presenciais a partir de 15 de junho

CNJ autoriza retomada de atividades presenciais a partir de 15 de junho Publicado por Enviar Soluções Burocráticas há 1 hora De forma gradual e sistematizada, o Judiciário brasileiro está autorizado a retomar as atividades presenciais a partir de 15 de junho. Nesta segunda-feira (1/6), o Conselho...