Aumento da produtividade dos profissionais

Diversão no trabalho é saudável, eleva o desempenho, mas tem limite

Por: Camila F. de Mendonça


08/12/10 - 08h52
InfoMoney

 

SÃO PAULO – Um líder mais espirituoso, uma equipe mais entrosada, um ambiente menos sisudo. Esses três itens ajudam a deixar o clima no trabalho menos tenso, deixam os profissionais mais leves e felizes e aumentam a produtividade e o desempenho deles. Embora não seja aceita em muitos ambientes de trabalho, a diversão só traz benefícios.

“O ambiente descontraído é sadio e motivador e pode, sim, aumentar a produtividade dos profissionais”, afirma a gerente de Planejamento de Carreira da Ricardo Xavier Recursos Humanos, Vanessa Novais. “Um local mais divertido aumenta a criatividade”, diz.

Dependendo da cultura da empresa, o ambiente corporativo pode ser menos ou mais divertido. Porém, para a headhunter da De Bernt Entschev Human Capital Emmanuele Spaine, independentemente da área de atuação da empresa, climas mais descontraídos são necessários, até para permitir a manifestação de ideias, muitas vezes proveitosas, que em um ambiente mais fechado sequer seriam pronunciadas.

Nada de cara feia
De acordo com Vanessa, as vantagens de um clima mais divertido na empresa são tantas que até ampliam as chances de os profissionais serem promovidos. “As pessoas mais bem humoradas acabam recebendo 80% mais promoções que as mais carrancudas, sem contar que são mais lembradas pelos líderes”, afirma.

Esse bom humor não depende apenas do perfil do profissional, pois um ambiente leve e aberto na empresa ajuda os colaboradores a terem o sorriso mais tempo no rosto. E não é preciso muito para isso. As especialistas afirmam que pequenos momentos de descontração ajudam a melhorar o ambiente, principalmente em empresas que primam pela competitividade.

“O fato de você ter uma liberdade para conversar, fazer brincadeiras e até piadas ajuda nesse sentido”, diz Vanessa. “Salas de jogos e ambientes decorados podem ser interessantes”, completa Emmanuele.

Esses pequenos gestos devem partir tanto do gestor como dos profissionais. “Os colaboradores podem sugerir ações que promovam esse ambiente, mas não podem ultrapassar a autoridade do líder”, ressalta Vanessa.

Levando o trabalho a sério
Deixar o clima mais divertido não significa esquecer que é preciso atingir resultados. “Os profissionais têm de se levar a sério, sim, e levar o seu trabalho a sério”, diz Emmanuele.

Para ela, muito do ambiente mais harmonioso na empresa deve-se à satisfação do profissional com o seu trabalho. “Quando você tem uma identificação com a organização e seu trabalho, esse clima já vai ser mais leve”, diz a headunter.

E, nessa história, a linha entre ser um profissional bem humorado e um palhaço é tênue. “Toda diversão tem limite, ainda mais dentro do ambiente de trabalho”, ressalta Vanessa. “Piadas a todo o momento, brincadeiras com times de futebol, enfim, podem gerar algum desconforto e faz a equipe perder o foco”, considera a gerente.

Para ela, momentos de diversão devem ser esporádicos para serem eficazes. “A semana inteira com o departamento decorado, por exemplo, cansa. Piadinhas toda hora, cansa. Chega uma hora que tudo cansa, fazendo com que essa diversão perca o objetivo”, avalia Vanessa.


Fonte: InfoMoney

 

Notícias

Valor Econômico – Judiciário concede separação por liminar

Valor Econômico – Judiciário concede separação por liminar Nos últimos anos, medida sem prévia citação de uma das partes sobre o processo tem se tornado menos rara A prática tem se consolidado desde então, segundo Rodrigo da Cunha Pereira, presidente do Instituto Brasileiro de Direito de Família...

Casamento homoafetivo ainda não é regulamentado por lei no Brasil

Casamento homoafetivo ainda não é regulamentado por lei no Brasil Janaína Araújo | 19/01/2022, 10h10 O casamento homoafetivo no Brasil ainda não foi regulamentado por lei, embora seja garantido por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Esse é um dos pontos que ficaram de fora do novo Código...

Valor Econômico – Artigo – Nova proposta para o Marco Legal de Garantias

Valor Econômico – Artigo – Nova proposta para o Marco Legal de Garantias A proposta é um importante mecanismo de aprimoramento do mercado imobiliário e de oferta ao crédito No fim de novembro, o governo federal enviou ao Congresso Nacional o Projeto de Lei nº 4.188/21, o novo Marco Legal das...

Projeto quer alterar CPC e regras de julgamentos

Projeto quer alterar CPC e regras de julgamentos O texto, que tramita no Senado, tem como objetivo deixar as decisões dos Tribunais Superiores e de 2ª instância mais claras. quarta-feira, 5 de janeiro de 2022 Está em tramitação no Senado Federal o PL 4.311/21, de autoria do senador Rodrigo Cunha,...

Não é possível usucapião de imóvel abandonado financiado pelo SFH, diz STJ

FUNÇÃO PÚBLICA Não é possível usucapião de imóvel abandonado financiado pelo SFH, diz STJ 23 de dezembro de 2021, 18h19 Por Danilo Vital Em seu voto, a ministra Nancy Andrighi explica que os imóveis públicos, mesmo desocupados, possuem finalidade específica, de atender a necessidades da...

Artigo: Pacto antenupcial e contrato de namoro – Por Luís Ricardo S. Vinhaes

Artigo: Pacto antenupcial e contrato de namoro – Por Luís Ricardo S. Vinhaes O contrato de namoro é o estabelecimento de regras ao namoro entre pessoas, que visa afastar os efeitos da presunção da união estável. Já o pacto antenupcial é um instrumento de prevenção de conflitos entre cônjuges, um...

JusBrasil – É importante regulamentar a União Estável?

JusBrasil – É importante regulamentar a União Estável? A União Estável está presente na vida de muitos casais, muitos ainda não sabem a importância da regulamentação da União Estável, para fins de prova, após, uma eventual separação. Infelizmente, somente após uma separação, é possível perceber a...