Consumidores acreditam no aumento da inflação

CNI: 71% dos consumidores acreditam que inflação aumentará

30/05/2011 - 16h48
Economia
Roberta Lopes
Repórter da Agência Brasil

Brasília – Os consumidores acreditam que a inflação vai aumentar nos próximos meses, segundo dados do Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) de maio, divulgado hoje (30) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com o levantamento, 71% dos consumidores acreditam que a inflação vai aumentar. Esse é o maior percentual desde setembro de 2001.

Apesar do alto percentual de consumidores que estimam esse aumento, o Inec, no quesito que diz respeito à inflação, ficou 0,7 ponto abaixo do registrado no mês de abril e 13,3 pontos abaixo do registrado no mesmo período do ano anterior. Em maio, o índice de expectativa de inflação ficou em 100,1 pontos, sendo que quanto mais acima de 100, o item é mais bem avaliado pelo consumidor.

Índice formado por seis componentes – inflação, situação financeira, desemprego, endividamento, renda pessoal, compras de bens de alto – o Inec é apurado em parceria com o Ibope. No último levantamento, foram ouvidas 2.002 pessoas, em todo o país, de 12 a 16 de maio.

Em maio, o Inec ficou praticamente estável em relação a abril. O índice ficou em 112,1 pontos este mês e, em abril, o resultado foi de 112 pontos. Apesar da preocupação dos consumidores com a inflação, até abril, o Inec vinha em uma trajetória de queda de seis meses consecutivos.

No que se refere ao desemprego, 59% das pessoas entrevistadas acreditam que o desemprego vai continuar no mesmo nível ou vai diminuir, contra 40% que esperam que haverá um aumento. De acordo com a CNI, isso demonstra que os brasileiros estão otimistas quanto à evolução de novas vagas de emprego.

O índice de expectativa de evolução do desemprego registrou 132,1 pontos em maio, um aumento de 2,1% ante abril e de 1% na comparação com maio de 2010, demonstrando que o consumidor está otimista quanto à empregabilidade.

Quanto à expectativa da evolução da renda pessoal e da situação financeira, os brasileiros acreditam que a situação não vai mudar. Para 53% deles, a renda não deverá mudar nos próximos meses e, para 50%, a situação financeira permanecerá a mesma. Contudo, 34% das pessoas acreditam que sua renda deverá aumentar, contra 9% que esperam redução. Também há expectativa de melhora na situação financeira por parte de 33% dos entrevistados, sendo que 14% esperam piora.

Os consumidores também não esperam que haja um aumento de suas dívidas, pois 45% deles acreditam que vão continuar com o mesmo número de dívidas dos últimos três meses e 30% acham que vão estar com menos dívidas. Já um quarto dos entrevistados estima que vai ter aumento.

Na comparação com o mês anterior, houve uma redução na expectativa de piora da situação financeira e do endividamento. Também houve uma melhora na expectativa da renda pessoal na comparação com abril.

A maioria dos consumidores (56%) espera continuar com os mesmos bens de alto valor que já possuem. Já 28% esperam aumentar o número de bens de alto valor e 16% esperam que haja uma redução. Na comparação com abril, o Inec de compras de alto valor permaneceu estável, variando 0,1 ponto para baixo.

 

Edição: Lana Cristina
Agência Brasil 
 

 

Notícias

Sem definição sobre dupla maternidade, juíza concede guarda compartilhada

Sem definição sobre dupla maternidade, juíza concede guarda compartilhada Publicado em 26 de outubro de 2021 Neste mês de outubro, a 5ª Vara de Família e Sucessões de Guarulhos (SP) concedeu, em liminar, a guarda compartilhada de uma criança a um casal de mulheres, enquanto a ação de reconhecimento...

Herdeiros são responsáveis por dívidas deixadas por parentes? Entenda

Herdeiros são responsáveis por dívidas deixadas por parentes? Entenda Publicado em 22 de outubro de 2021 O processo de inventário é importante para quitar possíveis débitos deixados pelo falecido O patrimônio deixado por um familiar quando ele parte é deixado para os herdeiros, sejam eles filhos,...

Mulher terá reintegração de imóvel que companheira de seu ex ocupou

Mulher terá reintegração de imóvel que companheira de seu ex ocupou Segundo a ex-esposa, o ex-cônjuge possui uma filha com outra mulher, que ocupava irregularmente imóvel de acervo patrimonial. quinta-feira, 8 de julho de 2021 Ex-esposa conseguiu a reintegração de posse de imóvel que a...

TJ-SP determina conciliação com base na lei do superendividamento

ALTERAÇÃO NO CDC TJ-SP determina conciliação com base na lei do superendividamento 21 de outubro de 2021, 20h09 De acordo com o advogado especialista em Direito do Consumidor Vinicius Zwarg, "existe tratamento análogo em muitos outros países, pois o acesso ao crédito, o consumismo, a sociedade de...

Ex-marido não é INSS, diz juiz ao negar pedido de pensão a mulher

PORTADORA DE LÚPUS Ex-marido não é INSS, diz juiz ao negar pedido de pensão a mulher 17 de outubro de 2021, 8h48 Por José Higídio A autora é portadora de lúpus, uma doença autoimune, crônica e irreversível que causa inflamações em diversas partes do corpo. Prossiga em Consultor Jurídico  

Moradora pode instalar redes de proteção em apartamento, decide TJ-DF

LITÍGIO EM TELA Moradora pode instalar redes de proteção em apartamento, decide TJ-DF 12 de outubro de 2021, 14h17 O condomínio afirmou que não proíbe a colocação de telas de proteção, desde que isso seja feito na parte interna do imóvel, próximo à janela, única forma de evitar a alteração estética...

Projeto que altera ICMS sobre combustíveis chega ao Senado

Projeto que altera ICMS sobre combustíveis chega ao Senado 18/10/2021, 11h25 O Projeto de Lei Complementar (PLP) 11/2020, da Câmara, fixa uma alíquota do ICMS sobre combustíveis, com o objetivo de diminuir os preços finais dos produtos. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse que será...