Estado da mesa de trabalho impacta a imagem profissional

 

Profissional: O que sua mesa diz de você?

O estado da mesa de trabalho impacta a imagem profissional. Preocupe-se não só em fazer um bom trabalho, mas em manter o espaço organizado

Pela redação - www.incorporativa.com.br
09/06/2011 - Lívia Pontes/O Povo 

Uma pilha de papéis transbordando sem ordem, canetas e copos espalhados. Se essa cena parece com o estado atual da sua mesa de trabalho, fique atento.

Há um crescente número de empresas que priorizam no perfil profissional habilidades organizacionais. Como reflexo do mercado cada vez mais exigente, a imagem profissional também se constrói na forma como a mesa de trabalho é mantida.

Organização no ambiente de trabalho está sendo associada à produtividade individual, explica Sabrina Vale, coordenadora do departamento de Recursos Humanos da Bratt Consultoria Organizacional.

Sabrina, que é chamada para reestruturar setores de empresas, vê problemas sérios que impactam a produtividade e a imagem de quem ocupa mesas repletas de porta-retratos com a família inteira, arranjos de flores, e bonequinhas de porcelana.

A gerente executiva de seleção Valéria Mota, da empresa de recursos humanos MRH, acha que em alguns casos desorganização pode ser motivo para demissão.

Observe os hábitos do seu chefe, pois quem é organizado muitas vezes não quer ou não consegue trabalhar com alguém desorganizado, aponta Valéria.

Sabrina afirma que a forma como as pessoas mantém a mesa impacta a visão que diretores e chefes tem dos funcionários. Então, evite colocar na mesa a sua coleção de bichinho de pelúcia, ou seu mouse e teclado personalizados.

A desorganização também pode prejudicar a produtividade no trabalho

Mas não se deve generalizar. Cássio Braz, coordenador do Núcleo de Psicologia do Trabalho (Nutra), da Universidade Federal do Ceará (UFC), vê a necessidade de organização na mesa de trabalho “como uma metáfora” para a inserção do indivíduo no local de trabalho. Para ele, é impossível fazer julgamentos sobre a conduta profissional somente observando a sua mesa de trabalho.

Na aparente desorganização, pode haver uma ordem para quem trabalha ali, diz o professor. Uma mesa organizada não indica diretamente um alto nível de produtividade. Pode até indicar uma falta de relação do indivíduo com o espaço, diz.

É importante que haja uma negociação desse aspecto entre a empresa e o profissional, afirma Cássio. Para quem não consegue se organizar, mas é imprescindível para a produtividade da empresa, vale complementar o grupo de trabalho com perfis diferentes.

Extraído de Revista INCorporativa

Notícias

Justiça de Uberaba divide pensão em benefício de viúva

Justiça de Uberaba divide pensão em benefício de viúva Valor estava sendo destinado unicamente à filha do falecido 13/01/2021 13h57 - Atualizado em 13/01/2021 15h24 O juiz Lúcio Eduardo de Brito, da 1ª Vara Cível da Comarca de Uberaba, condenou o Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de...

Clipping – IstoÉ – A ordem é recuperar empresas?

Clipping – IstoÉ – A ordem é recuperar empresas? Nova Lei de Falências foi pensada para tornar o processo de recuperação judicial mais seguro e eficiente. Para especialistas, os seis vetos de Bolsonaro tornaram as mudanças tímidas Entra em vigor no próximo dia 24 uma lei que prevê tornar o processo...

Memorial Descritivo: o que é e para que serve?

Memorial Descritivo: o que é e para que serve? Ademi-PR explica quais as informações presentes no documento e a sua importância para a segurança jurídica do comprador do imóvel. por Ademi PR[07/01/2021] [18:23] O lançamento de um empreendimento imobiliário envolve diversos documentos e aprovações....

Em 2021, Câmara dos Deputados deve votar proposta de lei sobre teletrabalho

OPINIÃO Em 2021, Câmara dos Deputados deve votar proposta de lei sobre teletrabalho 7 de janeiro de 2021, 12h05 Por Valéria Wessel S. Rangel de Paula Quanto à jornada de trabalho, o projeto dispõe que os empregados em teletrabalho total ou híbrido não terão direito a horas extras, desde que não...

As inovações na recuperação e na falência por força da Lei 14.112/2020

As inovações na recuperação e na falência por força da Lei 14.112/2020 6 de janeiro de 2021, 7h12 Por Gleydson K. L. Oliveira Poderá agir como credora qualquer pessoa, inclusive os credores sujeitos ou não aos efeitos da recuperação, familiares, sócio e outra sociedade integrante do grupo econômico...