Estudo aponta mais de 400 oportunidades de negócio para a Copa de 2014

Estudo do Sebrae aponta mais de 400 oportunidades de negócio para a Copa de 2014

29/03/2011 - 13h49
Flávia Villela
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – Um estudo feito pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) aponta a existência de 448 atividades, em quatro setores da economia, que podem ser explorados por pequenas e microempresas até a Copa de 2014 - durante e depois do evento. Os números fazem parte de um levantamento divulgado hoje (29), no Rio de Janeiro, e feito para identificar oportunidades de negócio nas 12 cidades-sede da Copa.

O setor que aparece com mais atividades promissoras é o da construção civil (128 atividades), principalmente no período pré-evento. O setor denominado produção associada ao turismo aparece em segundo lugar no estudo e envolve 117 atividades associadas à economia criativa, gastronomia e a atividades artísticas, entre outras. Turismo e tecnologia da informação são os outros dois setores com grande número de oportunidades de negócios (98 e 105 atividades respectivamente).

O presidente do Sebrae, Luiz Barretto, explicou que o Mapa de Oportunidades, desenvolvido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), identifica as oportunidades de negócios e auxilia os pequenos empresários a respeito de requisitos obrigatórios e classificatórios para poderem aproveitar as oportunidades.

“Esse é um esforço do Sebrae para que os pequenos negócios tenham uma atividade mais organizada e com um potencial maior”, explicou Barretto.

Entre os documentos gerais e específicos necessários às empresas para atuação em suas áreas estão os ligados à sustentabilidade. “Afinal estamos falando de uma Copa Verde e as empresas vão ter que provar capacidade técnica para desenvolver atividades limpas e ambientalmente responsáveis”, afirmou.

Segundo o levantamento, 99% das empresas brasileiras são pequenas ou micro. Para divulgar o estudo a esse público, o Sebrae irá investir R$ 80 milhões para promover seminários, encontros empresariais e cursos de capacitação nas 12 cidades-sede da Copa de 2014 nos próximos três anos. O Rio será a primeira cidade a receber essas atividades, em maio.

A segunda etapa será a identificação das oportunidades de negócio mais promissoras nos estados cujas capitais sediarão a Copa, levando em consideração as aptidões locais. Até maio deverão estar concluídos os dados regionais dos quatro setores. O Sebrae pretende mapear, ainda neste primeiro semestre, mais cinco setores: agronegócio, madeira e móveis, têxtil e confecção, comércio varejista e serviços.

 

Edição: Lílian Beraldo
Agência Brasil

 

Notícias

Incide IR em valor pago por cláusula de não competição, diz Receita

COMPRA DE AÇÕES Incide IR em valor pago por cláusula de não competição, diz Receita 21 de junho de 2019, 9h45 Por Gabriela Coelho Diferença positiva entre o valor da venda e o custo de aquisição de participação societária caracteriza ganho de capital, afirma Receita Confira em Consultor Jurídico
Leia mais

Apontamentos sobre o reconhecimento da união estável

MP NO DEBATE Apontamentos sobre o reconhecimento da união estável 17 de junho de 2019, 8h00 Por Maria Fátima Vaquero Ramalho Leyser Antes da promulgação da Constituição Federal de 1988, a convivência entre homem e mulher, como se fossem casados, isto é, a união estável entre pessoas de sexo...
Leia mais

Governo divulga lista de negócios que podem ser abertos sem alvará

Governo divulga lista de negócios que podem ser abertos sem alvará Publicado em 12/06/2019 - 20:49 Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil  Brasília Foi publicada hoje no Diário Oficial da União uma lista com 287 atividades econômicas que não precisarão de autorizações prévias para...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados