Juiz poderá adotar novas medidas cautelares durante o processo penal

Juiz poderá adotar novas medidas cautelares durante o processo penal

Extraído de: Academia Brasileira de Direito - 1 hora atrás

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou, ontem (07/04), o Projeto de Lei 4.208/2001, que cria novas medidas cautelares que poderão ser adotadas por juízes até que haja a decisão final da Justiça sobre a ação criminal. O projeto, proposto pelo Executivo, segue agora para sanção presidencial.

Caso seja sancionado, os juízes poderão aplicar, durante a tramitação do processo, medidas capazes de restringir a liberdade do acusado a fim de garantir o devido andamento do processo e evitar a prática de novos crimes.

Entre as medidas cautelares previstas, estão o monitoramento eletrônico e a proibição de o acusado frequentar determinados lugares, viajar, sair de casa no período noturno e manter contato com determinadas pessoas.

A prisão preventiva é, atualmente, a única medida cautelar prevista em lei para garantir o regular andamento do processo penal. De acordo com o texto aprovado, os juízes poderão aplicar a prisão preventiva nos casos de descumprimento de medida cautelar imposta ou nos crimes dolosos (praticados com intenção) e puníveis com pena privativa de liberdade superior a quatro anos.

A prisão preventiva também poderá ser aplicada nos casos de reincidência de crime doloso ou se a infração praticada envolver violência doméstica e familiar contra mulher, criança, adolescente, idoso, enfermo ou pessoa com deficiência.

O PL também prevê a criação de um banco de dados a ser mantido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para registro de todos os mandados de prisão expedidos no país. "A aprovação desse Projeto de Lei permite uma gestão mais eficiente do sistema carcerário, dando ao Judiciário novas ferramentas de controle sobre os processados, além de garantir vagas para prisão de acusados pela prática de crimes mais graves", avalia o secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, Marivaldo Pereira.

A aplicação da fiança também sofre alterações e poderá variar de acordo com a capacidade econômica do acusado, o prejuízo causado ou o proveito obtido com a prática da infração. O valor deverá ser destinado à indenização da vítima ou ao pagamento das custas judiciais.

O PL 4.208/2001 faz parte do II Pacto Republicano, acordo de cooperação firmado entre os Três Poderes para aprovação de medidas consideradas prioritárias para a melhoria do sistema de Justiça no Brasil. Para o secretário interino de Reforma do Judiciário, Marcelo Vieira, a aprovação do projeto de lei representa mais um resultado do esforço conjunto realizado através do II Pacto. "O magistrado terá outras alternativas para conduzir a instrução criminal. Essas medidas reduzirão a sobrecarga do sistema prisional por meio da diminuição da incidência das prisões provisórias", defende Vieira.

Autor: Ministério da Justiça
Extraído de JusBrasil

 

Notícias

Partilha antecipada no inventário

Partilha antecipada no inventário Thais Guimarães A partilha antecipada pode ser benéfica tanto para o herdeiro interessado no bem, que poderá usar e fruir de sua parte na herança antes da finalização do inventário, como para o Espólio. quinta-feira, 26 de maio de 2022 O Código de Processo Civil de...

Como fazer assinatura eletrônica e porque elas são essenciais

Como fazer assinatura eletrônica e porque elas são essenciais Por Wilson Furtado Roberto -26/03/2021 É possível se beneficiar da conformidade jurídica das assinaturas feitas eletronicamente, desde que se escolha o tipo ideal para a sua necessidade Agilidade, praticidade e comodidade. Aprender como...

A alteração do gênero e nome da pessoa transgênero

A alteração do gênero e nome da pessoa transgênero Mayra Zago de Gouveia Maia e Janaina Cássia de Oliveira Zarpelon quarta-feira, 25 de maio de 2022 Transgênero é a pessoa que se identifica com gênero diferente daquele biologicamente a ela atribuído1. Com base no princípio da dignidade da pessoa...

Publicada lei que torna hediondo crime contra menor de 14 anos

Publicada lei que torna hediondo crime contra menor de 14 anos Texto foi publicado no Diário Oficial da União Publicado em 25/05/2022 - 12:56 Por Karine Melo - Repórter da Agência Brasil - Brasília Origem da Imagem/Fonte: Agência Brasil Com punições duras aos agressores, foi sancionada sem vetos...

28 aplicativos úteis para advogados aumentarem sua produtividade

28 aplicativos úteis para advogados aumentarem sua produtividade direitonews.com.br|maio 04, 2022 Origem da Imagem/Fonte: Direito News Aplicativos para advogados nada mais são do que softwares desenvolvidos para dispositivos móveis voltados para os operadores do direito. Eles existem para que você...