Negócio Certo

Programa gratuito do Sebrae que faz ideia virar negócio reúne 150 mil brasileiros
"Negócio Certo" é oferecido de graça para todo o Brasil

14/09/2010

O Brasil é um país de empreendedores. Aqui o número de empresas abertas cresce ano a ano, um reflexo do sonho de muitos brasileiros de andar com as próprias pernas, de não ter patrão e, por consequência, ampliar os horizontes profissionais. No entanto, antes de iniciar um negócio é preciso ter planejamento, uma condição essencial para fazer uma ideia decolar com sucesso. E é isso que o Sebrae está fazendo por meio do Programa Negócio Certo.

Com abrangência nacional, o Negócio Certo é um programa gratuito, desenvolvido em parceria com o IEA (Instituto de Estudos Avançados), cujo objetivo é orientar e identificar uma ideia, ajudando o empreendedor a analisar a viabilidade do negócio que pretende iniciar. Além disso, o material oferecido capacita o participante a legalizar a empresa e lidar com o gerenciamento de todas as etapas burocráticas inerentes à abertura de um empreendimento. Os interessados participam do programa por meio da internet, CD-ROM ou material impresso.

“Já são 150 mil participantes recebendo orientações empresariais em diferentes etapas de um negócio. É um programa inovador, no qual o atendimento de uma equipe especializada, é diário para o esclarecimento de dúvidas, inclusive na elaboração do plano de negócio. Este atendimento se dá pela internet e por telefone 0800”, afirma Marlete Vieria, gestora do projeto no IEA.

De acordo com ela, a flexibilidade da metodologia é um dos diferenciais do Negócio Certo. “Um dos pontos fortes do programa está na facilidade em atender pessoas de diversos graus de escolaridade, com conteúdo de linguagem simples e clara”, argumenta Marlete. “Além disso, o material atende tanto pessoas que buscam orientações práticas na abertura de novos negócios, quanto empresários que já possuem uma atividade e desejam avaliar suas estratégias, melhorando a administração”, comenta.

Programa premiado

Iniciado pelo Sebrae/SC, o Negócio Certo já foi destaque em várias premiações. Destacou-se nacionalmente na categoria Contribuição Social do Prêmio de Referência Nacional do Congresso E-learning Brasil e recebeu ainda o Top de Marketing da ADVB/SC, a Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Santa Catarina. Foi ainda vencedor na categoria Solução de Caráter Social no II Prêmio APeL a la Excelencia em E-learning, concedido pela Asociación de Provedores de e-Learning da Espanha (APeL). A entidade reúne empresas de educação à distância e promove essa modalidade de ensino naquele país.

Para mais informações sobre o Negócio Certo, acesse: www.negociocerto.sebrae.com.br/

 

Revista INCorporativa

 

Notícias

Justiça de Uberaba divide pensão em benefício de viúva

Justiça de Uberaba divide pensão em benefício de viúva Valor estava sendo destinado unicamente à filha do falecido 13/01/2021 13h57 - Atualizado em 13/01/2021 15h24 O juiz Lúcio Eduardo de Brito, da 1ª Vara Cível da Comarca de Uberaba, condenou o Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de...

Clipping – IstoÉ – A ordem é recuperar empresas?

Clipping – IstoÉ – A ordem é recuperar empresas? Nova Lei de Falências foi pensada para tornar o processo de recuperação judicial mais seguro e eficiente. Para especialistas, os seis vetos de Bolsonaro tornaram as mudanças tímidas Entra em vigor no próximo dia 24 uma lei que prevê tornar o processo...

Memorial Descritivo: o que é e para que serve?

Memorial Descritivo: o que é e para que serve? Ademi-PR explica quais as informações presentes no documento e a sua importância para a segurança jurídica do comprador do imóvel. por Ademi PR[07/01/2021] [18:23] O lançamento de um empreendimento imobiliário envolve diversos documentos e aprovações....

Em 2021, Câmara dos Deputados deve votar proposta de lei sobre teletrabalho

OPINIÃO Em 2021, Câmara dos Deputados deve votar proposta de lei sobre teletrabalho 7 de janeiro de 2021, 12h05 Por Valéria Wessel S. Rangel de Paula Quanto à jornada de trabalho, o projeto dispõe que os empregados em teletrabalho total ou híbrido não terão direito a horas extras, desde que não...