Paciente de hospital teve rastreador GPS instalado em sua axila

Hospital é processado por paciente que teve rastreador GPS instalado em sua axila

 

(24.08.11)

Michael Woolman, morador de Lincoln, Estado de Nebraska, Estados Unidos, abriu um processo na corte federal de Dallas contra o Hospital Baylor Health & Bryan LGH, por alegadamente "implantar um GPS em sua axila sem sua autorização".

De acordo com a petição inicial, Michael teria acabado de sair de uma cirurgia para a retirada de gânglios das amígdalas e das mamas. Assim que pediu para sair da sala de cirurgia e ir ao banheiro, o homem notou que sangrava debaixo do braço.

Ao perguntar aos médicos por que sua axila sangrava, Michael ficou sabendo que havia um dispositivo GPS implantado ali.

O advogado de Woolman relatou que, em sua opinião, o hospital está realizando experimentos para rastrear seus pacientes e, por isso, teria feito o implante sem autorização.

“Isso é ilegal. Tiraram os direitos de meu cliente e o hospital precisam indenizar, além de consertar o que foi feito de errado”, refere a peça.

Michael, ouvido por jornalistas, reclamou que "me fizeram passar por dor, sofrimento e angústia”.

O juiz da causa informou que preliminarmente vai designar uma audiência de conciliação.

 

Fonte: www.espacovital.com.br
 

Notícias

Pais devem pagar pensão à filha sob guarda da avó materna, decide TJSP

Pais devem pagar pensão à filha sob guarda da avó materna, decide TJSP 07/07/2021 Fonte: Assessoria de Comunicação do IBDFAM A 10ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo – TJSP negou provimento ao recurso dos pais de uma menina, que buscavam reformar decisão para se eximirem...

Plataformas online oferecem ferramentas para herança digital

PERFIL POST MORTEM Plataformas online oferecem ferramentas para herança digital 28 de julho de 2021, 7h31 Atualmente, todas essas situações são reguladas pelas disposições gerais de Direito Sucessório e Digital. Assim, os procedimentos e configurações das plataformas, ainda que limitadas, são o...

2ª Câmara Cível do TJRO não reconhece união estável após morte à namorada

Terça, 20 Julho 2021 10:09 2ª Câmara Cível do TJRO não reconhece união estável após morte à namorada A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Rondônia negou provimento ao recurso de apelação que visava o reconhecimento de união estável pós morte. Os desembargadores concluíram que, todos os...