Participação popular

14/09/2011 - 13h02

Sociedade poderá participar de sabatinas de autoridades 

Os brasileiros poderão participar do processo de escolha de autoridades indicadas para cargos públicos. Isso deverá ocorrer com o envio de informações sobre o candidato ou de perguntas para a sabatina ao Portal do Senado Federal. A possibilidade foi aberta com a aprovação de mudança no Regimento Interno do Senado Federal (Risf), nesta quarta-feira (14), pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Informações e documentos adicionais também deverão ser enviados às comissões para orientar a decisão dos senadores sobre o indicado. Tudo isso foi proposto em projeto de resolução (PRS 8/11) de iniciativa do senador Roberto Requião (PMDB-PR). A matéria recebeu parecer pela aprovação, com emenda, do relator, senador Pedro Taques (PDT-MT).

Segundo explicou Taques, o PRS 8/11 se baseia em atos da CCJ e da Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI), que desde 2007 e 2009, respectivamente, estabeleceram procedimentos adicionais para análise e votação das autoridades. Mais recentemente, as Comissões de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) e de Assuntos Econômicos (CAE) também baixaram normas regulamentando esse tipo de matéria.

O relator do PRS 8/11 vê méritos na proposta. Além da abertura do processo à participação popular, ele considerou importante a exigência de dados complementares sobre a qualificação profissional e a vida privada e pública dos candidatos e a concessão de prazo mínimo de uma semana entre a leitura do relatório e a realização da sabatina.

- Este projeto vem organizar e dar importância às sabatinas de autoridades realizadas pelas comissões - comentou Taques.

A emenda apresentada por Taques acrescenta exigências específicas ao rito de escolha dos titulares de missões diplomáticas de caráter permanente, já disponibilizadas pelo Ministério de Relações Exteriores.

Durante a discussão da matéria na CCJ, Taques também incorporou ao texto sugestões do senador Demóstenes Torres (DEM-GO) para garantir prazo de cinco dias úteis para a realização da sabatina após a leitura do relatório sobre a indicação e abrir a possibilidade de tanto o indicado como outras instâncias solicitadas pelo relator apresentarem informações adicionais ao processo.

Por fim, Requião ressaltou o compromisso do projeto com a "moralização definitiva" da escolha de autoridades e a importância de a sociedade civil se manifestar sobre as indicações por meio da internet. Já o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) fez um apelo ao presidente da CCJ, senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), para que solicite agilidade da Comissão Especial de Reforma do Regimento Interno na apreciação dessa matéria.

Simone Franco / Agência Senado
 

Notícias

Incide IR em valor pago por cláusula de não competição, diz Receita

COMPRA DE AÇÕES Incide IR em valor pago por cláusula de não competição, diz Receita 21 de junho de 2019, 9h45 Por Gabriela Coelho Diferença positiva entre o valor da venda e o custo de aquisição de participação societária caracteriza ganho de capital, afirma Receita Confira em Consultor Jurídico
Leia mais

Apontamentos sobre o reconhecimento da união estável

MP NO DEBATE Apontamentos sobre o reconhecimento da união estável 17 de junho de 2019, 8h00 Por Maria Fátima Vaquero Ramalho Leyser Antes da promulgação da Constituição Federal de 1988, a convivência entre homem e mulher, como se fossem casados, isto é, a união estável entre pessoas de sexo...
Leia mais

Governo divulga lista de negócios que podem ser abertos sem alvará

Governo divulga lista de negócios que podem ser abertos sem alvará Publicado em 12/06/2019 - 20:49 Por Jonas Valente – Repórter Agência Brasil  Brasília Foi publicada hoje no Diário Oficial da União uma lista com 287 atividades econômicas que não precisarão de autorizações prévias para...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados