Pirâmide etária mostra riscos para Previdência, alerta IBGE

 

07/06/2011 - 18h15

Pirâmide etária mostra riscos para Previdência, alerta IBGE 

Uma projeção da população brasileira em 2050 comparada com a população da França em 2005, feita pelo presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Eduardo Pereira Nunes, em audiência na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), expôs os riscos a que estão expostos a Previdência Social e o sistema de saúde pública.

Nunes demonstrou que a pirâmide etária da população brasileira de 2050 será muito semelhante à da França em 2005. Na base, segundo o presidente do IBGE, estão as pessoas de até quatro anos e no topo estão as com mais de 80 anos.

Feita com base nas tendências de crescimento da população brasileira, identificadas pelo Censo de 2010, a pirâmide mostra o estreitamento da base, em função da diminuição dos níveis de fecundidade, e o alargamento do topo, decorrente da redução dos níveis de mortalidade.

Diante de uma situação semelhante, a França foi obrigada em 2010 a fazer uma reforma que aumentou as idades mínimas de aposentadoria de 60 para 62 anos e de recebimento de pensão integral de 65 para 67 anos. As mudanças desencadearam greves de âmbito nacional, que envolveram trabalhadores dos setores privado e público.

O presidente do IBGE disse que o Brasil ainda tem algum tempo para fazer as mudanças, mas advertiu que "o futuro chega". Se o país não enfrentar o problema, observou, corre o risco de viver um processo semelhante ao da França diante do aumento da longevidade de sua população.

O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) observou que a advertência feita por Nunes representa uma "janela de oportunidade" para a discussão da Previdência Social. O parlamentar sugeriu à CAE que debata o assunto, em conjunto com o IBGE e com o Ministério da Previdência.

- Esta comissão tem o dever de alertar a população e o governo quanto às necessidades de ajustes que se relevam de grande importância para o futuro do país - disse.

Djalba Lima / Agência Senado
 

Notícias

Pais devem pagar pensão à filha sob guarda da avó materna, decide TJSP

Pais devem pagar pensão à filha sob guarda da avó materna, decide TJSP 07/07/2021 Fonte: Assessoria de Comunicação do IBDFAM A 10ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo – TJSP negou provimento ao recurso dos pais de uma menina, que buscavam reformar decisão para se eximirem...

Plataformas online oferecem ferramentas para herança digital

PERFIL POST MORTEM Plataformas online oferecem ferramentas para herança digital 28 de julho de 2021, 7h31 Atualmente, todas essas situações são reguladas pelas disposições gerais de Direito Sucessório e Digital. Assim, os procedimentos e configurações das plataformas, ainda que limitadas, são o...

2ª Câmara Cível do TJRO não reconhece união estável após morte à namorada

Terça, 20 Julho 2021 10:09 2ª Câmara Cível do TJRO não reconhece união estável após morte à namorada A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Rondônia negou provimento ao recurso de apelação que visava o reconhecimento de união estável pós morte. Os desembargadores concluíram que, todos os...