AGU adota projeto de Linguagem Jurídica Inovadora

Origem da Imagem/Fonte: GOV/AGU

TECNOLOGIA

AGU adota projeto de Linguagem Jurídica Inovadora

Proposta prevê utilização de vídeos, infográficos, fluxogramas, storyboards e bullet points, além do uso de QR Code, na confecção de petições

Publicado em 23/04/2021 13h06 Atualizado em 23/04/2021 15h37

Tornar a linguagem jurídica mais acessível e simples, unindo Direito, tecnologia e design para transformar a comunicação com o Judiciário de forma significativa. Esse tem sido o objetivo do projeto Linguagem Jurídica Inovadora, criado pela Procuradoria-Geral Federal (PGF), órgão da Advocacia-Geral da União.

A iniciativa adota o formato “Visual Law” na elaboração das petições, com a utilização de elementos visuais para tornar o Direito mais claro e compreensível, além de vídeos, infográficos, fluxogramas, storyboards, bullet points e QR Codes. Tudo isso, a partir de modelos personalizados, com a substituição de textos rebuscados e extensos por modelos compatíveis pela busca de resultados, aptos a atender a realidade do cenário jurídico atual. A ideia é evitar o chamado “juridiquês”, que faz uso de palavras e termos técnicos difíceis de se entender. “O objetivo é introduzir uma linguagem acessível, clara, procurando mudar a comunicação com magistrados e desembargadores. A ideia é ter uma aproximação mais eficiente, em princípio, com os tribunais e com a própria Advocacia-Geral”, explica a Procuradora Federal Alexandra da Silva Amaral, coordenadora-nacional do Grupo de Cobrança de Grandes Devedores da PGF.

A proposta nasceu das dificuldades enfrentadas pelos procuradores federais com o isolamento social ocasionado pela pandemia da Covid-19. “Esse projeto é importante não só pela própria introdução de uma linguagem diferenciada no nosso trabalho, no nosso cotidiano, mas especialmente porque foi todo realizado neste período de pandemia, com as dificuldades que enfrentamos com o trabalho não-presencial”, destaca a Procuradora Federal Alexandra da Silva Amaral.

Essa nova realidade trouxe a necessidade de adaptação dos membros da AGU ao despachar com juízes, já que o encontro não poderia ser feito presencialmente, e, em muitos casos, com contato apenas via e-mail. “Foi aí que a gente pensou na possibilidade de fazer petições mais interessantes visualmente, que trouxessem os dados do processo de uma forma mais estruturada, e que fossem mais atraentes para quem está lendo”, esclarece o Procurador Federal Antônio Carlos Mota Machado Filho.

Sobre a importância do projeto, o Procurador-Geral Federal, Ávio Kalatzis, avalia que: “Ao conciliar o direito com a tecnologia de forma inovadora, o projeto possibilita significativa transformação na comunicação com o Poder Judiciário, permitindo que a PGF se faça cada vez mais presente nos Tribunais e garantindo a qualidade da defesa dos entes representados pela Instituição.”

O projeto Linguagem Jurídica Inovadora traz alternativas de apresentação de memorais com linguagem mais clara e atrativa e com formato simples e visual diferenciado. Um desses exemplos é a presença de um QRcode na petição, que direciona para áudio ou vídeo, com apresentação dos principais pontos controvertidos da demanda. “Isso traz benefícios com relação aos processos que a gente estava trabalhando, à forma como eles vão ser analisados e à profundidade com que o Judiciário vai julgar aqueles processos”, conclui o Procurador Federal Antônio Carlos Mota Machado Filho.

PGU

Na Procuradoria-Geral da União, o Departamento Trabalhista também está utilizando as técnicas de visual law em seus memoriais perante o Tribunal Superior do Trabalho. Além de facilitar e tornar mais agradável a leitura, os memoriais que antes chegavam a ter de 10 a 12 folhas passaram a ficar com no máximo 4 folhas.

Basicamente, a estratégia adotada é fazer um breve resumo do processo, destacando a decisão que se busca reformar. As teses jurídicas e os precedentes ficam condensados de forma a permitir que o Magistrado observe de plano as matérias em debates. Fotos, dados estatísticos, financeiros e econômicos são realçados para melhor embasar os argumentos adotados no recurso a ser apreciado.

Trecho de memorial elaborado pelo Departamento Trabalhista conforme parâmetros de Visual Law

Fonte: gov.br (AGU)

  

Notícias

Pontuação não pode ser lançada em CNH antes de recurso administrativo

CONTRADITÓRIO E AMPLA DEFESA Pontuação não pode ser lançada em CNH antes de recurso administrativo 4 de maio de 2021, 7h46 Por Tábata Viapiana O magistrado embasou a decisão na Resolução Contran 619/16 e também disse ser inaplicável a penalidade enquanto os fatos não forem devidamente apurados...

Está se separando? Veja como realizar o divórcio rapidamente

Está se separando? Veja como realizar o divórcio rapidamente Por Redação -30 de abril de 20210 Todo casamento que chega ao fim precisa ser formalizado pelo divórcio, que rompe legalmente qualquer tipo de vínculo matrimonial e as demais questões referentes à união, partilha de bens, uso do nome...

Pode um herdeiro vender parte de uma herança que tem direito?

Pode um herdeiro vender parte de uma herança que tem direito? Por Gabriel Dau -8 de março de 20213 Pode um herdeiro vender parte de uma herança que tem direito antes mesmo de terminar processo que vai definir a partilha, ou seja, o inventário? Esta pergunta é até frequente de ser feita,...

A locação de imóveis por plataforma digital e o REsp 1.819.075-RS

OPINIÃO A locação de imóveis por plataforma digital e o REsp 1.819.075-RS 28 de abril de 2021, 6h35 Por Gleydson K. L. Oliveira O negócio jurídico de locação de imóvel viabilizado por plataforma digital deve ser classificado como de locação ou de hospedagem? Confira em Consultor...

Quais são os direitos de quem vive em União Estável?

Quais são os direitos de quem vive em União Estável? Por Redação -23 de abril de 2021 De acordo com o Código Civil, é considero união estável a relação de convivência entre um casal de forma contínua e duradoura, com o objetivo de constituir uma família. Além disso, não é obrigatório o...

Contrato de namoro e a pandemia da Covid-19

Contrato de namoro e a pandemia da Covid-19 Escrito por Roberta Madeira Quaranta , roberta.quaranta@defensoria.ce.def.br 05:00 / 23 de Abril de 2021. Não é novidade que a procura por contratos de namoro tem aumentado durante a pandemia, vez que os casais enamorados, embora procurem passar os longos...

O QUE É CURATELA?

O QUE É CURATELA? APRIL 22, 2021AuthorSérgio Carlos de Souza A curatela é um mecanismo de proteção para aqueles maiores de idade, que não possuem capacidade de reger os atos da própria vida. Segundo Nelson Rosenvald, grande jurista brasileiro, ela é o “encargo imposto a uma pessoa natural para...