A internet está deixando os jovens mais engajados socialmente

Internet como instrumento de mudança política

A internet está deixando os jovens mais engajados socialmente 

Pela redação - www.incorporativa.com.br
11/06/2011 - Djalma Ferreira, presidente do SINDPD-DF

Já faz um tempo que o Brasil deixou de ser regido por uma ditadura. Mas os regimes totalitários ainda são muito presentes em alguns países. Ao contrário de antes, quando as informações eram escassas e muitas vezes imprecisas, agora o mundo assiste a violência e crueldade de regimes autoritários como o da Líbia. A internet ganha destaque na cobertura desse episódio, seja pela divulgação de imagens ou pela criação de comunidades on-line contrárias ao regime.

Para comprovar a força que a internet ganha na luta contra esses regimes e na formação de uma nova perspectiva política, uma pesquisa realizada pelo Instituto de Recursos Humanos da Califórnia mostra que a internet está deixando os jovens mais engajados socialmente. A pesquisa foi realizada com 2.500 jovens de etnias e classes sociais diferentes, distribuídos por escolas em 19 distritos na Califórnia (EUA). Os resultados confirmam que os jovens que usam a web para fazer pesquisas ou procurar conteúdos relacionados ao seu interesse estão mais propensos a se tornarem cidadãos envolvidos em questões civis e políticas. Além disso, a pesquisa revela que usuários de internet mais assíduos tendem a entrar em contato com maior número de posições e partidos políticos diferentes.

Esses resultados vão de encontro às opiniões de especialistas que defendem que quanto mais o jovem fica conectado em comunidades on-line, mais ele tende a ser isolado socialmente. Para se ter uma ideia da nova realidade, o tempo médio conectado na web é maior entre os que realizam algum tipo de trabalho voluntário e participam de manifestações civis.

Outra crença que pode vir abaixo é de que os jovens tendem a procurar conteúdos sobre uma só ideologia política, deixando as outras de lado. Segundo os pesquisadores, apenas 5% dos entrevistados disseram que entraram em contato apenas com as posições políticas que concordam

Fonte: Revista INCorporativa 
 

 

Notícias

TJ-SP admite extinção de usufruto de imóvel arrematado em leilão

EFETIVIDADE DA EXECUÇÃO TJ-SP admite extinção de usufruto de imóvel arrematado em leilão 17 de outubro de 2018, 10h29 Por Tadeu Rover Segundo o processo, para fraudar a execução, o devedor simulou uma doação do imóvel aos filhos, reservando o usufruto vitalício a ele e à sua mulher. Leia em...
Leia mais

Homem deve indenizar ex-mulher por traição

Dano moral Homem deve indenizar ex-mulher por traição Juíza considerou que a infidelidade se deu com pessoa que era considerada da família e que trabalhava na empresa pertencente à autora. quinta-feira, 17 de janeiro de 2019 A juíza de Direito Clarissa Somesom Tauk, da 5ª vara da Família e...
Leia mais

Previdência para amantes: descalabro jurídico

Previdência para amantes: descalabro jurídico          Regina Beatriz Tavares da Silva* 17 Janeiro 2019 | 06h00 Em vários artigos anteriores (como aqui, aqui e aqui) já salientei a importância do julgamento pelo Supremo Tribunal Federal (STF) dos Recursos...
Leia mais

Artigo – É meu, seu ou nosso? – Por Marcia Dessen

Artigo – É meu, seu ou nosso? – Por Marcia Dessen Evite conflitos e escolha, antes de casar, o regime da comunhão de bens Nem sempre um casal decide e planeja o casamento. Muitas vezes, acontece aos poucos, e, de repente, estão casados ou vivendo em união estável. Independentemente da forma ou da...
Leia mais

O divórcio do homem mais rico do mundo e o pacto antenupcial

O divórcio do homem mais rico do mundo e o pacto antenupcial          Lucas Marshall Santos Amaral 11 Janeiro 2019 | 04h00 Jeff Bezos e MacKenzie Bezos estão casados há 25 anos. Foi nesse período que ele se tornou o homem mais rico do mundo. Porém, a vida de...
Leia mais

Afeto como elemento basilar da relação familiar

Afeto como elemento basilar da relação familiar    10/01/19 ÀS 00:00 André Vieira Saraiva de Medeiros A família sofreu inúmeras modificações ao longo dos anos e – por consequência do processo evolutivo – a concepção de parentalidade foi extensivamente alterada, sob influência direta da...
Leia mais

A opção extrajudicial de recuperação de empresas

A opção extrajudicial de recuperação de empresas 7 de janeiro de 2019, 6h24 Por Murilo Aires Na recuperação extrajudicial não há intervenção do Ministério Público, nomeação de administrador judicial nem mesmo prazo mínimo de dois anos de supervisão judicial. Confira em Consultor Jurídico
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados