Brasil Sem Miséria

12/07/2011 - 20h35

Aprovado crédito de quase R$ 1 bilhão para programa Brasil Sem Miséria 

A Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) aprovou nesta terça-feira (12) crédito suplementar de R$ 999,1 milhões em favor dos ministérios do Desenvolvimento Agrário e do Desenvolvimento Social (PLN 3/11). O dinheiro será utilizado nas despesas decorrentes da instituição do programa Brasil Sem Miséria, com ações que visam superar a situação de extrema pobreza da população em todo o país.

A aprovação do projeto, que ainda precisa ser examinado pelo Plenário do Congresso Nacional, foi bastante criticada pelos parlamentares da oposição. Segundo eles, um crédito suplementar no valor de quase R$ 1 bilhão, em plena vigência do orçamento atual, aprovado no final de 2011, seria um claro indício da falta de planejamento e de programação adequada por parte do governo.

A comissão também aprovou crédito especial de R$ 48,9 milhões em favor da Justiça Eleitoral e da Justiça do Trabalho, da Presidência da República, do Ministério Público da União (MPU) e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Os recursos, previstos no PLN 9/11, são destinados a diversos projetos em execução, como construção de fóruns trabalhistas e ampliação de cartórios, aquisição de imóveis, dragagem de portos e assistência jurídica a pessoas carentes, entre outras finalidades.

A comissão aprovou ainda crédito suplementar de R$ 38 milhões, em favor das Justiças Federal, Eleitoral e do Trabalho e do Ministério Público da União para reforço de dotações constantes da lei orçamentária em vigor. O montante será usado no aprimoramento do sistema de armazenagem de processos, modernização de instalações judiciárias e conclusão de obras, entre outras.

Copa do Mundo

Também foram aprovados pela comissão requerimento do deputado Wellington Roberto (PR-PB) para a criação de um grupo de trabalho destinado a acompanhar o cumprimento dos compromissos assumidos pelo governo federal para a realização da Copa do Mundo de 2014. O requerimento foi aprovado com voto contrário dos senadores Jayme Campos (DEM-MT) e Cyro Miranda (PSDB-GO).

Antes de ser aprovado, o requerimento constou da pauta de reuniões anteriores da comissão, sendo sempre obstruído pelos parlamentares da oposição, contrários à proposta. Segundo eles, a criação do grupo de trabalho representa uma superposição de funções, tendo em vista que já existe na CMO um comitê encarregado de avaliar, fiscalizar e controlar a execução orçamentária. Esse comitê é coordenado pelo deputado Vaz de Lima (PSDB-SP).

Outro requerimento aprovado pela comissão, de autoria do deputado Cláudio Cajado (DEM-BA), é o que inclui o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Paulo Safady Simão, entre os convidados para debater a adoção de regime licitatório diferenciado (RDC) nas contratações da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos. A adoção do RDC foi aprovada no último dia 6 pelo Senado.

Na mesma reunião, a comissão aprovou ainda outros requerimentos, avisos e relatórios de gestão fiscal referentes a diversos órgãos de governo, assim como demonstrações de exercícios financeiros do Banco Central de 2009 e 2010, além de relatório do Fundo Constitucional do Centro-Oeste de 2008.

Da Redação / Agência Senado

Notícias

TJ decide que herdeiros têm direito a FGTS

18.10.2018 17:48 TJ decide que herdeiros têm direito a FGTS  A Segunda Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de Mato Grosso não acolheu os argumentos contidos no Agravo de Instrumento interposto por uma viúva que se declarou como a única herdeira de seu falecido esposo a ter...
Leia mais

Advogado dá 10 ótimas dicas para melhorar a redação jurídica

Advogado dos Estados Unidos dá 10 ótimas dicas para melhorar a redação jurídica ADVOGADO DIGITAL  Publicado por ADVOGADO DIGITAL há 1 hora Além do desempenho nas atividades cotidianas de profissional do Direito, um advogado é avaliado nos escritórios americanos — e muitas vezes admirado pelos...
Leia mais

Câmara aprova PL que cria juizados para processar crimes digitais

Câmara aprova PL que cria juizados para processar crimes digitais Proposta ainda depende de aprovação no Senado Publicado em 17/10/2018 - 19:25 Por Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil *  Brasília A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados concluiu...
Leia mais

Juízes vão ter de decidir brigas por herança digital

Juízes vão ter de decidir brigas por herança digital Situações envolvendo arquivos virtuais estão se tornando comuns e desafiam a Justiça, já que ainda não existe solução regulamentada Por Verônica Aguiar, do jornal A Tribuna 14/10/2018 às 16:35 Redes sociais, e-mails, arquivos de música, filmes,...
Leia mais

Dados da CRC Nacional sobre paternidade no Fantástico

Dados da CRC Nacional sobre paternidade no Fantástico Publicado em: 15/10/2018 No primeiro episódio da série Quem é Meu Pai, o repórter Marcelo Canellas foi a Santa Catarina para contar a história da Jéssica, de 22 anos. Ela já tinha feito um exame de DNA quando criança. Mesmo com o resultado...
Leia mais

ARTIGO – DIREITO A HERANÇA EM SEPARAÇÃO DE BENS – POR FÁBIO GALLO

ARTIGO – DIREITO A HERANÇA EM SEPARAÇÃO DE BENS – POR FÁBIO GALLO No casamento com regime parcial de bens o cônjuge é meeiro no patrimônio comum do casal Sou casado com comunhão parcial de bens e ainda não tenho filhos, mas gostaria de saber como ficaria a herança no caso de meu falecimento. O que...
Leia mais

Casamento: sete dicas para proteger os bens em casamentos

Casamento: sete dicas para proteger os bens em casamentos Recomendações são do advogado Paulo Lins e Silva O Globo 06/10/2018 - 04:30 / 06/10/2018 - 10:47 O advogado Paulo Lins e Silva esclarece quais são os direitos dos noivos, de acordo com o regime adotado. No regime de separação de bens...
Leia mais

A admirável conquista da verdade

A admirável conquista da verdade 12:00 / 06 de Outubro de 2018  ATUALIZADO ÀS 12:02 O Código Clóvis Atualizado de fato contemplou no campo do Direito de Família adequado tratamento modernizador. Vale neste ramo apontar a acolhida generosa refletida no reconhecimento da união estável, ditada...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados