Corte de R$ 8 bilhões no Orçamento

10/12/2010 10:26


Comissão discute corte de R$ 8 bilhões no Orçamento

 

Governo reduz estimativa de arrecadação e pede o corte de despesas previstas.

A Comissão Mista de Orçamento pode resolver, nesta segunda-feira (13), um impasse criado em torno das receitas para a proposta orçamentária do ano que vem.

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, anunciou que a arrecadação tributária de 2011 foi revista para baixo, o que obrigou o governo a prever um corte de R$ 8 bilhões em relação ao projeto original, enviado ao Congresso Nacional.

No entanto, os parlamentares já haviam acrescido mais de R$ 17 bilhões sobre esse projeto original. Ao todo, a diferença entre o texto até então em análise no Congresso e o novo parâmetro adotado pelo governo é de cerca de R$ 25 bilhões.

Resolver esse descompasso é a tarefa do relator de receitas da proposta orçamentária, deputado Bruno Araújo (PSDB-PE), que apresenta nesta segunda-feira à noite uma reestimativa de verbas para o ano que vem.

Paulo Bernardo reforça a necessidade de adequar a proposta orçamentária a uma nova realidade. "Nós vamos cortar R$ 8 bilhões da proposta do governo e vamos indicar indicar onde vai ser cortado, não vamos transferir esse problema para o Congresso", disse.

Mas o presidente da Comissão Mista de Orçamento, deputado Waldemir Moka (PMDB-MS), não descarta a possibilidade de as receitas previstas subirem, a despeito dos cálculos do governo. "Se o relator de receitas tiver números consistentes, não há razão para não serem aceitos pela comissão”, disse.

O deputado também comentou a indicação de uma terceira relatora-geral do Orçamento – a senadora Serys Slhessarenko (PT-MT). Ela deve assumir a função no lugar de Ideli Salvatti (PT-SC), que deixa o cargo porque foi indicada para o Ministério da Pesca.

Ideli já estava substituindo o senador Gim Argello (PTB-DF), que se afastou do cargo depois de ser acusado de beneficiar entidades de fachada com emendas orçamentárias.

Para Waldemir Moka, mesmo diante dessas mudanças, a comissão deve cumprir os prazos de votação do Orçamento 2011. "Eu tenho a firme determinação de que no dia 22 de dezembro, que é o último dia, nós estaremos com relatório aprovado na sessão do Congresso Nacional".

Ainda nesta segunda-feira, a Comissão de Orçamento deve votar os dois últimos relatórios setoriais: o de Infraestrutura e o de Fazenda, Desenvolvimento e Turismo.

 

Reportagem – Alexandre Pôrto /Rádio Câmara
Edição – Wilson Silveira - Agência Câmara

 

Notícias

Tribunais aplicam LGPD nas áreas civil, criminal e de relações de consumo

JURISPRUDÊNCIA EM CONSTRUÇÃO Tribunais aplicam LGPD nas áreas civil, criminal e de relações de consumo 15 de outubro de 2021, 12h13 Por Rafa Santos Já é possível notar que os tribunais têm aplicado a LGPD não apenas em demandas de dano moral e área civil, mas também na searas criminal e das...

Contrato de Locação pode ser firmado pelo locador-possuidor

Contrato de Locação pode ser firmado pelo locador-possuidor 14 de outubro de 2021, 9h58 A tese defendida foi acolhida, no sentido de que é dado ao locador-possuidor gozar dos frutos da locação. Confira em Consultor Jurídico  

Mãe revela que mudou o nome do filho aos 6 meses: “Não combinava”

Mãe revela que mudou o nome do filho aos 6 meses: “Não combinava” Publicado em 13 de outubro de 2021 “Eu apenas senti que seu nome não combinava”, admite. No entanto, ela não esperava receber tantas críticas pela atitude. Entenda Uma mãe resolveu mudar o nome de seu bebê quando ele tinha seis...

TJ-PR afasta transmissão de exceção à impenhorabilidade de imóvel

JUSTIÇA SEJA FEITA TJ-PR afasta transmissão de exceção à impenhorabilidade de imóvel 7 de outubro de 2021, 17h27 Por Danilo Vital Inicialmente, TJ-PR presumiu que segundo imóvel fora comprado com dinheiro da venda do primeiro, o qual era penhorável Leia em Consultor Jurídico  

Noiva vai a cartório e ‘se casa’ com o sogro

Noiva vai a cartório e ‘se casa’ com o sogro Publicado em 6 de outubro de 2021 O caminho para um relacionamento dar certo nem sempre é fácil. Imagina então quando ele começa na pandemia e trás situações que desafiam qualquer história? Foi o que aconteceu com um casal de Belo Horizonte. Para...