Dia Internacional da Mulher

22/02/2011 - 14h09

Congresso vai celebrar o Dia Internacional da Mulher em 1º de março

O Dia Internacional da Mulher será comemorado em sessão conjunta do Congresso no dia 1º de março, a partir das 10h, quando serão homenageadas também as vencedoras do Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz. A autora do requerimento da homenagem é a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), que é também assinado pelas 12 senadoras da Casa.

Celebrado oficialmente no dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher marca uma série de eventos realizados em todo o mundo por melhores condições de vida e de trabalho para as mulheres. Segundo Vanessa Grazziotin, não se trata de uma data para presentear, mas sim para reivindicar.

- O objetivo é comemorar combatendo, discutindo e propondo - explicou Vanessa Grazziotin à Agência Senado nesta terça-feira (22).

Para ela, esse dia tem um significado especial. Mas como explica no requerimento para a realização da sessão conjunta, não é o único dia do ano em que as mulheres querem reconhecimento e respeito. "Queremos ser donas do nosso destino, queremos o fim de toda a violência contra as mulheres, o fim da violência doméstica que vitima esposas, companheiras, noivas, namoradas. Queremos que a mulher ocupe cada vez mais espaços na sociedade e nas estruturas do poder", afirma ela.

O Dia Internacional da Mulher foi instituído oficialmente em 1975, na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). A data escolhida - 8 de março - lembra a morte trágica num incêndio nos Estados Unidos, em 1857, de 129 operárias de uma fábrica têxtil, que reivindicavam melhores condições de trabalho.

Bertha Lutz

O Prêmio Bertha LutzEntenda o assunto foi criado pelo Senado para homenagear mulheres que tenham oferecido relevante contribuição na defesa dos direitos da mulher e questões do gênero no país.

Bertha Maria Júlia Lutz nasceu em 1894 e tornou-se líder na luta pelos direitos políticos das mulheres brasileiras ao conseguir a aprovação da legislação que lhes permitiu o direito de votar e serem votadas.

Homenageadas

Entre as 14 indicadas para o prêmio em 2010, as cinco vencedoras são Maria Liége, Chloris Casagrande, Maria José Silva, Maria Ruth Barreto e Carmem Helena Foro.

Maria Liége participa da Federação Democrática Internacional de Mulheres. Chloris Casagrande é pedagoga, escritora e atualmente vice-presidente da Academia Paranaense de Letras. Maria José da Silva criou um projeto de coleta seletiva e educação ambiental e incentiva a criação de cooperativas formadas por mulheres catadoras de material, no Piauí. A psicopedagoga Maria Ruth Barreto foi a primeira presa política do Ceará durante o regime militar. Carmem Helena Foro trabalha como coordenadora de movimentos sindicais.

Dilma

Requerimento apresentado pela senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) solicita que, neste ano, durante a entrega do Prêmio Bertha Lutz, seja feita uma homenagem especial à presidente Dilma Rousseff.

Embora as inscrições para o prêmio tenham se encerrado no ano passado, Gleisi justifica a excepcionalidade por se tratar da primeira mulher a ser eleitapresidente da República do Brasil.

Valéria Castanho / Agência Senado
 

Notícias

TJ-SP admite extinção de usufruto de imóvel arrematado em leilão

EFETIVIDADE DA EXECUÇÃO TJ-SP admite extinção de usufruto de imóvel arrematado em leilão 17 de outubro de 2018, 10h29 Por Tadeu Rover Segundo o processo, para fraudar a execução, o devedor simulou uma doação do imóvel aos filhos, reservando o usufruto vitalício a ele e à sua mulher. Leia em...
Leia mais

Homem deve indenizar ex-mulher por traição

Dano moral Homem deve indenizar ex-mulher por traição Juíza considerou que a infidelidade se deu com pessoa que era considerada da família e que trabalhava na empresa pertencente à autora. quinta-feira, 17 de janeiro de 2019 A juíza de Direito Clarissa Somesom Tauk, da 5ª vara da Família e...
Leia mais

Previdência para amantes: descalabro jurídico

Previdência para amantes: descalabro jurídico          Regina Beatriz Tavares da Silva* 17 Janeiro 2019 | 06h00 Em vários artigos anteriores (como aqui, aqui e aqui) já salientei a importância do julgamento pelo Supremo Tribunal Federal (STF) dos Recursos...
Leia mais

Artigo – É meu, seu ou nosso? – Por Marcia Dessen

Artigo – É meu, seu ou nosso? – Por Marcia Dessen Evite conflitos e escolha, antes de casar, o regime da comunhão de bens Nem sempre um casal decide e planeja o casamento. Muitas vezes, acontece aos poucos, e, de repente, estão casados ou vivendo em união estável. Independentemente da forma ou da...
Leia mais

O divórcio do homem mais rico do mundo e o pacto antenupcial

O divórcio do homem mais rico do mundo e o pacto antenupcial          Lucas Marshall Santos Amaral 11 Janeiro 2019 | 04h00 Jeff Bezos e MacKenzie Bezos estão casados há 25 anos. Foi nesse período que ele se tornou o homem mais rico do mundo. Porém, a vida de...
Leia mais

Afeto como elemento basilar da relação familiar

Afeto como elemento basilar da relação familiar    10/01/19 ÀS 00:00 André Vieira Saraiva de Medeiros A família sofreu inúmeras modificações ao longo dos anos e – por consequência do processo evolutivo – a concepção de parentalidade foi extensivamente alterada, sob influência direta da...
Leia mais

A opção extrajudicial de recuperação de empresas

A opção extrajudicial de recuperação de empresas 7 de janeiro de 2019, 6h24 Por Murilo Aires Na recuperação extrajudicial não há intervenção do Ministério Público, nomeação de administrador judicial nem mesmo prazo mínimo de dois anos de supervisão judicial. Confira em Consultor Jurídico
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados