Economia nas despesas com correio e combustível

TJSP faz primeira transmissão online de recurso


Extraído de: Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo - 16 horas atrás


Hoje (13/8) o Tribunal de Justiça de São Paulo deu mais um passo para sua modernização. Em cerimônia realizada no Palácio da Justiça, aconteceu a primeira transmissão online de recurso especial ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). O encaminhamento online dos recursos foi implantado, a princípio, na Seção Criminal do Tribunal que, em média, envia ao STJ cerca de 200 ações por mês.

O evento contou com a presença do presidente do STJ, ministro Francisco César Asfor Rocha; do presidente do TJSP, desembargador Antonio Carlos Viana Santos, e do presidente da Seção Criminal do TJSP, desembargador Ciro Pinheiro e Campos. Juntos, eles encaminharam o primeiro recurso, um Agravo de Instrumento, que, em questão de segundos, chegou a Brasília, recebeu um número e foi distribuído ao ministro Napoleão Maia Filho. Pouco mais de uma hora depois do envio, o ministro já havia despachado o recurso, dando provimento ao agravo.

Antes da implantação do novo sistema, os recursos eram embalados, lacrados e seguiam para o STJ via correio. Agora, todas as folhas do processo são escaneadas, e, após a digitalização, o recurso é enviado por sistema informatizado, que confirma seu recebimento. Essa confirmação é impressa e juntada no processo em papel, que é devolvido à vara de origem.

Com o procedimento, o prazo para o processamento do recurso será abreviado em, no mínimo, três meses. Além da celeridade no andamento da ação, há economia nas despesas com correio e combustível, e ainda um melhor aproveitamento de pessoal, já que os funcionários disponibilizados para o serviço de remessa exercerão outras atividades.

O presidente da Seção Criminal, desembargador Ciro Campos, ressaltou que no ano passado foram gastos cerca de 5 milhões de reais com a remessa de processos de São Paulo para Brasília. Quando o Tribunal estiver com todo o sistema informatizado, estima-se que o gasto cairá para cerca de 750 mil reais. Recebemos todo o apoio técnico do STJ para o sucesso desse projeto. Essa será uma nova era de entendimento e parceria com o Superior Tribunal, para que possamos prestar um atendimento mais célere e transparente aos jurisdicionados, disse Ciro Campos.

O ministro Asfor Rocha falou sobre a importância da adesão do Estado de São Paulo ao envio eletrônico de recursos, que representa 25% do movimento do STJ. São Paulo não podia ficar de fora desse sistema, que é um sucesso e já serviu de modelo para outros países do mundo, afirmou Asfor Rocha. Ele ainda mencionou que com a digitalização dos processos, e conseqüente eliminação do uso de papel, em um ano o STJ poupou a derrubada de 1.600 hectares de árvores.

Durante a solenidade, o ministro foi homenageado com a outorga da medalha do Mérito Acadêmico da Escola Paulista da Magistratura e agradeceu a presença de amigos e familiares, dentre eles os também ministros do STJ, Benedito Gonçalves, Luis Felipe Salomão e Sidnei Benetti.

O presidente do TJSP, desembargador Viana Santos, afirmou que para o sucesso do projeto foi fundamental a ajuda do Superior Tribunal de Justiça que doou computadores de última geração e treinou os funcionários para operação do novo sistema.

O Tribunal de Justiça pretende até o início do próximo ano estender a transmissão online de recursos para as seções de Direito Privado e Direito. No ano passado o TJSP encaminhou para o STJ aproximadamente 3.670 malotes cheios de processos, que equivalem a mais de 67 toneladas de papel. Nesse ano, até o mês de julho, foram quase 2 mil malotes, correspondentes a 37 toneladas de papel.

Antes da cerimônia, os ministros do STJ foram recebidos para um almoço no prédio dos gabinetes de trabalho da Seção de Direito Criminal do TJSP. Estavam presentes o coordenador do prédio, desembargador Guilherme Strenger; o presidente da Seção Criminal, desembargador Ciro Campos; o vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Alceu Penteado Navarro; o presidente da Academia Paulista de Magistrados, desembargador Heraldo de Oliveira Silva, entre outros.

Assessoria de Imprensa TJSP CA AC (fotos)
JusBrasil

 

Notícias

Câmara aprova PL que cria juizados para processar crimes digitais

Câmara aprova PL que cria juizados para processar crimes digitais Proposta ainda depende de aprovação no Senado Publicado em 17/10/2018 - 19:25 Por Paulo Victor Chagas - Repórter da Agência Brasil *  Brasília A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados concluiu...
Leia mais

Juízes vão ter de decidir brigas por herança digital

Juízes vão ter de decidir brigas por herança digital Situações envolvendo arquivos virtuais estão se tornando comuns e desafiam a Justiça, já que ainda não existe solução regulamentada Por Verônica Aguiar, do jornal A Tribuna 14/10/2018 às 16:35 Redes sociais, e-mails, arquivos de música, filmes,...
Leia mais

Dados da CRC Nacional sobre paternidade no Fantástico

Dados da CRC Nacional sobre paternidade no Fantástico Publicado em: 15/10/2018 No primeiro episódio da série Quem é Meu Pai, o repórter Marcelo Canellas foi a Santa Catarina para contar a história da Jéssica, de 22 anos. Ela já tinha feito um exame de DNA quando criança. Mesmo com o resultado...
Leia mais

ARTIGO – DIREITO A HERANÇA EM SEPARAÇÃO DE BENS – POR FÁBIO GALLO

ARTIGO – DIREITO A HERANÇA EM SEPARAÇÃO DE BENS – POR FÁBIO GALLO No casamento com regime parcial de bens o cônjuge é meeiro no patrimônio comum do casal Sou casado com comunhão parcial de bens e ainda não tenho filhos, mas gostaria de saber como ficaria a herança no caso de meu falecimento. O que...
Leia mais

Casamento: sete dicas para proteger os bens em casamentos

Casamento: sete dicas para proteger os bens em casamentos Recomendações são do advogado Paulo Lins e Silva O Globo 06/10/2018 - 04:30 / 06/10/2018 - 10:47 O advogado Paulo Lins e Silva esclarece quais são os direitos dos noivos, de acordo com o regime adotado. No regime de separação de bens...
Leia mais

A admirável conquista da verdade

A admirável conquista da verdade 12:00 / 06 de Outubro de 2018  ATUALIZADO ÀS 12:02 O Código Clóvis Atualizado de fato contemplou no campo do Direito de Família adequado tratamento modernizador. Vale neste ramo apontar a acolhida generosa refletida no reconhecimento da união estável, ditada...
Leia mais

Homem que mora em imóvel herdado deve pagar aluguel a irmãos

Sucessão Homem que mora em imóvel herdado deve pagar aluguel a irmãos Decisão é da 9ª câmara de Direito Privado do TJ/SP. quinta-feira, 4 de outubro de 2018 Herdeiro que recebeu 25% de imóvel por meio de inventário e habita nele isoladamente deve pagar aluguel devido a irmãos. Decisão é da 9ª...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados