Esperar três anos para se casar pode diminuir as chances de divórcio

Esperar três anos para se casar pode diminuir as chances de divórcio

Publicado em: 22/05/2018

O casamento pode ser um divisor de água em nossas vidas. É uma experiência transformadora, e nos possibilita novos aprendizados frente à questões sentimentais, além de caracterizar uma nova forma de convivência. Porém, alguns casais acabam fazendo esta escolha um pouco cedo, o que pode acarretar em alguns conflitos, que caso não sejam solucionados, causam o divórcio. Porém, segundo um estudo conduzido pela Universidade Emury, casais que esperam três anos ou mais para se casarem, correm menos riscos de se separarem.

Análise de dados

Os pesquisadores entrevistaram mais de 3.000 casais que estavam atualmente ou previamente casados. Eles foram questionados em relação a qualidade da convivência matrimonial, e também sobre o tempo em que namoraram antes de se casarem e quanto dinheiro gastaram para realizar a cerimônia.

Descobriu-se que casais que esperaram de um a dois anos para se casar, tiveram as chances de se divorciarem 20% menores do que a de casais que "oficializaram" a relação em menos de um ano. Porém, aqueles que esperaram no mínimo três anos para se casar, tiveram as chances de se divorciar reduzidas em 50%.

Outro fator importante quando o assunto é divórcio e longevidade, de acordo com a pesquisa, é o quanto você conhece seu parceiro. Os casais entrevistados que afirmaram ter uma grande quantidade de conhecimento sobre o parceiro, relataram ter uma convivência de maior qualidade. Com o bem estar potencializado, as chances de divórcio para quem compreende o próximo também são reduzidas em 50%.

Outro fator a ser considerado como determinante em casos de divórcio, é a diferença de idade entre os casais. Um estudo recente realizado na Austrália, mostra que pessoas que casam com indivíduos muito mais novos ou velhos tendem a ter os níveis de satisfação na relação reduzidos com o passar do tempo.

Conclusões

Para evitar futuras decepções, é necessário refletir sobre a pessoa com quem casamos. Por mais que seja essencial termos confiança na pessoa que nos relacionamos, alguns pontos podem ser questionados antes de tornar as coisas mais "sérias". O diálogo entre você e seu parceiro frente à dificuldades e empecilhos pode garantir que as coisas permaneçam estáveis e felizes.

Fonte: Terra
Extraído de Recivil

Notícias

Juízes vão ter de decidir brigas por herança digital

Juízes vão ter de decidir brigas por herança digital Situações envolvendo arquivos virtuais estão se tornando comuns e desafiam a Justiça, já que ainda não existe solução regulamentada Por Verônica Aguiar, do jornal A Tribuna 14/10/2018 às 16:35 Redes sociais, e-mails, arquivos de música, filmes,...
Leia mais

Dados da CRC Nacional sobre paternidade no Fantástico

Dados da CRC Nacional sobre paternidade no Fantástico Publicado em: 15/10/2018 No primeiro episódio da série Quem é Meu Pai, o repórter Marcelo Canellas foi a Santa Catarina para contar a história da Jéssica, de 22 anos. Ela já tinha feito um exame de DNA quando criança. Mesmo com o resultado...
Leia mais

ARTIGO – DIREITO A HERANÇA EM SEPARAÇÃO DE BENS – POR FÁBIO GALLO

ARTIGO – DIREITO A HERANÇA EM SEPARAÇÃO DE BENS – POR FÁBIO GALLO No casamento com regime parcial de bens o cônjuge é meeiro no patrimônio comum do casal Sou casado com comunhão parcial de bens e ainda não tenho filhos, mas gostaria de saber como ficaria a herança no caso de meu falecimento. O que...
Leia mais

Casamento: sete dicas para proteger os bens em casamentos

Casamento: sete dicas para proteger os bens em casamentos Recomendações são do advogado Paulo Lins e Silva O Globo 06/10/2018 - 04:30 / 06/10/2018 - 10:47 O advogado Paulo Lins e Silva esclarece quais são os direitos dos noivos, de acordo com o regime adotado. No regime de separação de bens...
Leia mais

A admirável conquista da verdade

A admirável conquista da verdade 12:00 / 06 de Outubro de 2018  ATUALIZADO ÀS 12:02 O Código Clóvis Atualizado de fato contemplou no campo do Direito de Família adequado tratamento modernizador. Vale neste ramo apontar a acolhida generosa refletida no reconhecimento da união estável, ditada...
Leia mais

Homem que mora em imóvel herdado deve pagar aluguel a irmãos

Sucessão Homem que mora em imóvel herdado deve pagar aluguel a irmãos Decisão é da 9ª câmara de Direito Privado do TJ/SP. quinta-feira, 4 de outubro de 2018 Herdeiro que recebeu 25% de imóvel por meio de inventário e habita nele isoladamente deve pagar aluguel devido a irmãos. Decisão é da 9ª...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados