Papéis reciclados com sementes de flores, ervas e hortaliças

Extraído de Revista INCorporativa


Papel que floresce vira negócio de sucesso


Empresa fluminense fabrica papéis reciclados com sementes de flores, ervas e hortaliças

17/01/2011 - Regina Mamede

 

Rio de Janeiro - Flores, ervas ou hortaliças. Do papel reciclado brota vida. Esta é a proposta da empresa Papel Semente, de São Gonçalo, cidade fluminense. O trabalho que começou em junho passado com a fabricação de tags de roupas para duas confecções cariocas ganhou corpo e hoje tem uma linha de produtos diferenciados.

“Faço de brindes corporativos a convites para festas. A proposta é atender tanto às grandes empresas como aos pedidos individuais. A quantidade é importante para a viabilidade do negócio, lógico, mas acreditamos na disseminação de um novo conceito. Costumo dizer que o melhor do nosso trabalho é produzir encantamento”, resume a diretora de sustentabilidade, Andréa Carvalho, que comanda a empresa em sociedade com Paulo Candian e Luis Felipe Di Mare Salles Filho.

As sementes são introduzidas durante o processo de fabricação. A plantação é simples. Pique o papel sem danificar as sementes, molhe-o, e coloque-o em um vaso com uma leve camada de terra por cima. Regado diariamente, em dez ou 20 dias, dependendo da espécie, a planta começa a germinar.

A empresa oferece a Linha Flores, com boca-de-leão e cravinho; a Goumert, com rúcula, agrião, salsinha, manjericão; e a Linha Chá, camomila e erva-doce. Com o sucesso, além dos blocos de papel, a empresa passou a desenvolver inúmeros outros produtos como crachás e pastas, em que a capa é plantada, brindes, cardápios e convites e lembranças de festas de casamento, debutantes, nascimentos de bebês e está sempre aberta para as sugestões e pedidos dos clientes. Em 2010, preparou também a primeira tiragem de cartões de Natal. Em apenas um ano, a empresa passou da produção mensal de 3 mil para 10 mil folhas e a previsão é chegar a 30 mil em 2011.

Para a Papel Semente, mais que um produto diferenciado, o importante é o foco na sustentabilidade, com o uso de sementes certificadas, terra orgânica, reutilização da água, melhoria contínua de todo os processos de produção e benefícios em toda a cadeia produtiva como o envolvimento com a Cooperativa de Catadores de Lixo de São Gonçalo, ligada a Ong Guardiões do Mar, que ganha com a compra regular de 2 toneladas/mês.

O kit Molhe e Plante é um dos xodós de Andréa. O vasinho, já com terra orgânica, é embalado com o papel que contém as sementes. O produto envolve as mulheres dos funcionários que, podem assim trabalhar em casa. Elas agora se preparam para se inscreverem como Empreendedor Individual, proposta do Sebrae, que beneficia quem ganha até R$ 3 mil por mês.

“O resgate da cidadania é importante, mas é importante dizer que isso envolve ganhos para os dois lados. Elas passam a ter direito a diversos benefícios e podem emitir Nota Fiscal, o que é importante para nós. A filosofia da empresa é que todos podem ganhar e contribuir para a sustentabilidade”, resume Andréa.

 

www.papelsemente.com.br

 

Notícias

Confira a diferença entre união estável e casamento

Confira a diferença entre união estável e casamento Veja aspectos e impactos das duas formas de união na vida do casal 18/03/2019 15h54 - Atualizado em 18/03/2019 18h15 Atualmente, do ponto de vista familiar, a união estável pouco difere do casamento. Por outro lado, quando se pensa no lado...
Leia mais

25 super dicas para você melhorar a qualidade das suas peças jurídicas

Sexta-feira, 23 de janeiro de 2015 25 super dicas para você melhorar a qualidade das suas peças jurídicas Selecionamos 25 dicas para advogados, promotores e concurseiros melhorarem as suas peças jurídicas. O pequeno manual foi produzido pelos procuradores da República Gustavo Torres Soares e Bruno...
Leia mais

Deputado requenta projeto de lei que quer acabar com o Exame de Ordem

PROPOSTA ANTIGA Deputado requenta projeto de lei que quer acabar com o Exame de Ordem 11 de março de 2019, 13h58 Por Fernanda Valente A justificativa para o fim do Exame de Ordem para os bacharéis em Direito é a equiparação com as outras profissões do país que "não têm a necessidade de se...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados