Reservatórios cheios devem reduzir conta de luz, avalia ONS

Reservatórios cheios devem reduzir conta de luz, avalia ONS

01/08/2011 - 18h58
Economia
Nielmar de Oliveira
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro - Os reservatórios de água estão no maior nível dos últimos dez anos, devido às fortes e prolongadas chuvas do começo do ano. Em consequência, as usinas termelétricas ainda não foram ligadas este ano e poderão não ser despachadas até dezembro, o que reduzirá o valor da conta de luz.

A informação foi dada hoje (1º) pelo diretor-geral do Operador Nacional do Sistema (ONS), Hermes Chipp. Segundo o diretor-geral do ONS, como consequência direta da situação favorável dos reservatórios, os brasileiros deverão pagar menos pelo fornecimento de energia elétrica, uma vez que a eletricidade proveniente das térmicas é mais cara do que a fornecida pelas usinas hidrelétricas.

Na avaliação do diretor-geral do ONS o país vive o seu melhor momento hidrológico dos últimos dez anos. “Nós estamos muito bem e vivemos, no global, a melhor situação da década, não só do ponto de vista dos reservatórios como também de afluência”.

Segundo Chipp, os gastos com despacho de energia proveniente das térmicas, que custou no ano passado ao consumidor R$ 500 milhões, este ano deverá ficar em torno de R$ 250 milhões ou ainda abaixo deste valor.

O diretor-geral do ONS, disse que nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, os reservatórios em 31 de julho deste ano estavam com 80,7% de sua capacidade, o melhor percentual dos últimos dez anos; na Região Nordeste, com 79,6%, o quinto melhor resultado; na Região Norte com 89% de sua capacidade, também o melhor resultado, e na Região Sul com 95,4%, o segundo melhor já registrado.

 

 

Edição: Rivadavia Severo
Agência Brasil

 

Notícias

As dívidas do falecido

Mônica Cecílio Rodrigues - 18/06/2018 As dívidas do falecido Perder um ente querido não é bom. E esta perda reflete em vários aspectos da Vida. Dentre eles os direitos e deveres que o falecido tinha e ainda perduraram, mesmo com o acontecimento, a morte, e que agora passará a ser preocupação...
Leia mais

Meu namorado passa a ter direito sobre meus bens se vier morar comigo?

Meu namorado passa a ter direito sobre meus bens se vier morar comigo? Advogado Rodrigo Barcellos responde dúvida de leitor sobre pensão. Envie você também suas perguntas Por Rodrigo Barcellos, advogado 17 jun 2018, 07h00 Pergunta da leitora: Já tenho um apartamento há 10 anos, não quitado, e...
Leia mais

Apelação Cível - Ação de dissolução de condomínio

Apelação Cível - Ação de dissolução de condomínio APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DE DISSOLUÇÃO DE CONDOMÍNIO - PROVA PERICIAL - AUSÊNCIA DE INSURGÊNCIA A TEMPO E MODO - PRECLUSÃO - REDISCUSSÃO NAS RAZÕES RECURSAIS E RENOVAÇÃO DA PROVA - IMPOSSIBILIDADE - DIVISÃO DAS GLEBAS - AUSÊNCIA DE ACORDO ENTRE OS...
Leia mais

Clipping – Tribuna do Paraná -Tensão da pensão!

Clipping – Tribuna do Paraná -Tensão da pensão! Publicado em 11/06/2018 Assunto delicado, o pagamento de alimentos ­ ou “pensão alimentícia” ­ está longe de ser encarado numa boa. Tanto para quem deve quanto para quem recebe, a questão pode, num piscar de olhos, virar motivo de briga: o que não...
Leia mais

Artigo – Usucapião extrajudicial sai do papel – por Luciana Freitas

Artigo – Usucapião extrajudicial sai do papel – por Luciana Freitas Os parâmetros para a usucapião extrajudicial foram definidos pelo Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O Provimento 65, editado em 14 de dezembro de 2017 e aprovado no último dia 10 de maio, pelo CNJ, regulamenta a...
Leia mais

TJ/RS nega reconhecimento de união estável post mortem

União estável TJ/RS nega reconhecimento de união estável post mortem Falecido não possuía o intuito de constituir família e tinha seu núcleo familiar juntos dos pais. segunda-feira, 4 de junho de 2018 A 8ª câmara Cível do TJ/RS negou pedido de união estável requerida por mulher de homem que se...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados