Multa para quem desiste da compra de imóvel pode ser de 50% do valor pago

Multa para quem desiste da compra de imóvel pode ser de 50% do valor pago

  

07/01/2019, 17h14

 

Quem comprar um imóvel negociado na planta, em regime de patrimônio de afetação, e desistir do negócio deverá pagar uma multa de até 50% do valor pago à construtora. O novo percentual está previsto em lei sancionada no final do ano passado (Lei 13.786, de 2018). A nova legislação (fruto da aprovação do PLC 68/2018) determina também que, se o atraso na entrega das chaves for maior do que 180 dias, o comprador poderá desfazer a negociação e receber em até 60 dias tudo que já pagou, além da multa prevista em contrato. Acompanhe a reportagem de Larissa Bortoni, da Rádio Senado.

 

 

 

 

 

 

 
 
00:0001:10

 

Opções: Download

Agência Senado

 

Notícias

Figura do autônomo poderá ser excluída da CLT

Projeto que acaba com trabalhador autônomo exclusivo está em análise na CAE   30/07/2019, 18h13 Poderá ser excluída da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) a figura do autônomo exclusivo — aquele que presta serviço de forma contínua para uma única empresa — sem que isso seja...
Leia mais

Divórcio impositivo - Em breve uma realidade

Divórcio impositivo - Em breve uma realidade Mariane Silva Oliveira Em breve, se aprovada a alteração legislativa, se estará um passo a mais na desburocratização das relações privadas no país, e outro no descongestionamento do Poder Judiciário. sexta-feira, 26 de julho de 2019 Recentemente, em maio...
Leia mais

Quem deve pagar os honorários do conciliador?

Quem deve pagar os honorários do conciliador? As partes são obrigadas a arcar com os honorários do conciliador? Marcelo Mammana Madureira, Advogado  Publicado por Marcelo Mammana Madureira há 16 horas Conforme estabelece o Código de Processo Civil em seu artigo 334: "Art. 334. Se a petição...
Leia mais

Decreto regulamenta cadastro positivo

Decreto regulamenta cadastro positivo Norma estabelece diretrizes para gestores de banco de dados; disponibilização de histórico de crédito; hipóteses de vazamentos de dados, dentre outros pontos. quinta-feira, 25 de julho de 2019 Foi publicado no DOU desta quinta-feira, 25, o decreto que...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados