Plano Nacional de Banda Larga é prioridade

07/01/11 - 15:10 > TECNOLOGIA


Governo que fechar negociação sobre banda larga até abril

Agência Brasil

 

BRASÍLIA - O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou nesta sexta-feira (7) que o Plano Nacional de Banda Larga é uma prioridade para a presidenta Dilma Rousseff. Bernardo afirmou que até abril pretende encerrar uma rodada de reuniões com setores econômicos e sociais como empresas privadas, federais, sindicatos e associações de provedores para chegar a um termo de acordo e ter uma orientação clara do governo sobre como conduzir o plano.

“A presidenta reafirmou a determinação que tinha me dado em dezembro de que temos de dar prioridade total para essa questão da banda larga. Ela está muito empenhada nisso”, disse o ministro após se reunir com Dilma durante a manhã para tratar do assunto.

Segundo Bernardo, inicialmente a Telebras fará parcerias com empresas federais para usar delas as redes de fibra ótica e citou como exemplo a Petrobras e as do setor elétrico. “A orientação da presidenta é que a Telebras tenha condições de assumir e usar essas redes e fazer uma tratativa para remunerar as empresas”, explicou.

Paulo Bernardo afirmou que uma possível gratuidade do serviço de internet banda larga não está sendo discutida, mas sim a cobrança de tarifas diferenciadas para garantir o acesso à população de baixa renda. Ao ser questionado se o valor poderia ser subsidiado, Paulo Bernardo respondeu que, se for necessário, isso poderá ocorrer.

"Existe uma classe média cada vez mais numerosa, e as pessoas estão cada vez mais sedentas de ter acessoa às novas tecnologias, à informação, às novas mídias e, portanto, temos que trabalhar acelerado nesse processo", afirmou Bernardo.

O ministro das Comunicações afirmou que também irá discutir com as empresas que atualmente prestam o serviço uma possível mudança de estratégia para baratear os valores pagos hoje pela classe média. “Considero que há uma estratégia equivocada das empresas no Brasil de oferecer um serviço mais caro a menos pessoas. É preciso massificar o atendimento, colocar essa discussão na mesa”.

A Telebras terá R$ 589 milhões para implantar o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) e conectar 1.173 cidades à grande rede, a um custo previsto de R$ 35 para o cidadão. Os recursos correspondem aos R$ 316 bilhões em créditos extraordinários do Poder Executivo, previstos para 2010 e empenhados no final de dezembro, somados aos R$ 273 milhões em aporte de capital previsto para 2011.


Extraído de DCI

 

Notícias

Execução de alimentos antiga não deixa de ser urgente, decide STJ

PENSÃO ALIMENTÍCIA Execução de alimentos antiga não deixa de ser urgente, decide STJ 13 de novembro de 2018, 16h56 Por Gabriela Coelho “A dispensa inicial de alimentos pela convivente não invalida o acordo que fora entabulado entre as partes posteriormente". Leia em Consultor Jurídico
Leia mais

JURISTAS: GUARDA COMPARTILHADA - COMO TORNAR O PROCESSO MENOS DOLOROSO

JURISTAS: GUARDA COMPARTILHADA - COMO TORNAR O PROCESSO MENOS DOLOROSO Publicado em: 12/11/2018 Um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com dados colhidos entre 1984 e 2016 indica que, no Brasil, um em cada três casamentos resulta em divórcio. E na maioria das...
Leia mais

Contratos de namoro qualificado, namoro qualificado e união estável

Postado em 08 de Novembro de 2018 - 15:31 Contratos de namoro qualificado, namoro qualificado e união estável Por conta do entendimento de que o núcleo de afeto permite o reconhecimento de uma união familiar, pessoas tem, de modo cada vez mais frequente entabulado contratos de namoro, de namoro...
Leia mais

Ameaça espiritual serve para configurar crime de extorsão

DECISÃO 09/03/2017 08:42 Ameaça espiritual serve para configurar crime de extorsão Em decisão unânime, a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) considerou que a ameaça de emprego de forças espirituais para constranger alguém a entregar dinheiro é apta a caracterizar o...
Leia mais

O sobrenome do enteado

O sobrenome do enteado          Regina Beatriz Tavares da Silva* 08 Novembro 2018 | 05h00 Em 2009, a Lei 11.924/09, também conhecida com Lei Clodovil por ser de autoria de famoso costureiro, que também foi deputado, alterou a Lei dos Registros Públicos, dando a...
Leia mais

Argentina concede certidão de nascimento sem menção de sexo

Argentina concede certidão de nascimento sem menção de sexo Publicado em: 07/11/2018 Pela primeira vez na Argentina uma pessoa obteve sua certidão de nascimento, da qual deriva toda a documentação restante, sem qualquer menção de sexo, conforme a Lei de Identidade de Gênero aprovada em 2012 no...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados