Polícia ou policia?

Polícia ou policia?


1) Uma leitora indaga se, após o Acordo Ortográfico de 2008, a palavra polícia continua ou não acentuada.
 

2) Ora, quanto à acentuação gráfica (aqui abrangidos não apenas os acentos – grave, agudo e circunflexo – , mas também os sinais diacríticos, como o trema), o mencionado acordo alterou, fundamentalmente, alguns aspectos, listados a seguir.
 

3) Num primeiro ponto, a partir do acordo, nas palavras terminadas em oo, não mais se emprega o acento circunflexo, de modo que agora se escreve voo, enjoo e abençoo, e não mais vôo, enjôo e abençôo.
 

4) Também não mais se usa o acento circunflexo nas terceiras pessoas do plural do presente do indicativo ou do subjuntivo dos verbos crer, dar, ler e ver e seus compostos (como descrer, desdar, reler e entrever), e, assim, a grafia, doravante, é creem, deem, leem e veem, e não mais crêem, dêem, lêem e vêem.
 

5) Para acertar a duplicidade já existente nos dois países, foi criado um caso de dupla grafia para diferenciação, com a marca optativa do acento agudo na primeira pessoa do plural do pretérito perfeito do indicativo dos verbos da primeira conjugação (louvámos, adorámos e falámos), para opor-se à primeira pessoa do plural do presente do indicativo (louvamos, adoramos e falamos).
 

6) O trema desapareceu por completo, de modo que a grafia correta é linguiça, sequência e quinquênio, e não mais lingüiça, sequência e qüinqüênio.
 

7) O acento deixou de ser usado para diferenciar pára (verbo) de para (preposição).
 

8) Eliminou-se o acento agudo nos ditongos abertos ei e oi de palavras paroxítonas, de modo que se escreve agora assembleia e jiboia, e não mais assembléia e jibóia.
 

9) Como, no caso do item anterior, o acento foi eliminado das palavras paroxítonas, é certo que continuam sendo acentuados os vocábulos oxítonos com tais terminações, como papéis e herói.
 

10) Continua valendo a dupla grafia de acento antes de m e n, já que, por questões de pronúncia, Portugal emprega o acento agudo, enquanto o Brasil usa o acento circunflexo. Desse modo são igualmente corretos os acentos dos seguintes vocábulos: académico/acadêmico, génio/gênio, fenómeno/fenômeno, bónus/bônus.
 

11) Feitas essas ponderações, observa-se, para o caso da consulta, que a única possibilidade que haveria para gerar a dúvida trazida pela leitora seria o caso de se pensar na existência de um hipotético acento diferencial entre polícia (substantivo) e policia (terceira pessoa do singular do presente do indicativo do verbo policiar – ele policia).
 

12) Mas nem esse é o caso, pois não se tem, no caso, acento diferencial. Em verdade, polícia (com a sílaba tônica li) tem acento gráfico porque é um vocábulo paroxítono terminado em ditongo; já na palavra policia, a sílaba forte é ci, e esse fato não gera razão alguma para que exista acento gráfico no mencionado vocábulo.
 

13) Assim, em resumo, pelas razões já expostas, mesmo após o Acordo Ortográfico de 2008, polícia continua com acento gráfico, enquanto policia continua sem acento gráfico.
 

Mgalhas

 

Notícias

Publicada lei que torna hediondo crime contra menor de 14 anos

Publicada lei que torna hediondo crime contra menor de 14 anos Texto foi publicado no Diário Oficial da União Publicado em 25/05/2022 - 12:56 Por Karine Melo - Repórter da Agência Brasil - Brasília Origem da Imagem/Fonte: Agência Brasil Com punições duras aos agressores, foi sancionada sem vetos...

28 aplicativos úteis para advogados aumentarem sua produtividade

28 aplicativos úteis para advogados aumentarem sua produtividade direitonews.com.br|maio 04, 2022 Origem da Imagem/Fonte: Direito News Aplicativos para advogados nada mais são do que softwares desenvolvidos para dispositivos móveis voltados para os operadores do direito. Eles existem para que você...

Quais direitos de quem vive em união estável em caso de falecimento?

Quais direitos de quem vive em união estável em caso de falecimento? Descubra quais são os direitos da pessoa que vivia em união estável em caso de falecimento Muitos casais atualmente não formalizam a união através do casamento civil e religioso. Muitos desses casais simplesmente começam a viver...