Proposta disciplina o pagamento de ajuda de custo aos membros do Congresso Nacional

04/02/2011 - 16h19

Gleisi Hoffmann propõe o fim dos chamados '14º e 15º salários' pagos aos parlamentares

 

A advogada Gleisi Hoffmann foi empossada nesta semana em seu primeiro mandato eletivo: com mais de 3,1 milhões de votos, foi a candidata mais votada pelos paranaenses para exercer mandato de oito anos no Senado Federal. Na primeira semana de trabalho, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) apresentou três propostas, entre elas o Projeto de Decreto Legislativo (PDS) 71/11, encaminhado na quinta-feira (3) e que disciplina o pagamento da ajuda de custo aos membros do Congresso Nacional com o objetivo de extinguir os chamados "14º e 15º salários" dos parlamentares.

Na justificação da matéria, Gleisi Hoffmann explica que o pagamento de ajuda de custo a deputados e senadores acontece atualmente no início e no final de cada Sessão Legislativa, ou seja, no começo e no fim de cada ano. A proposta da senadora institui que essas ajudas de custo só serão pagas no início e no final dos mandatos para, aí sim, serem destinadas "a compensar as despesas com mudança e transporte".

Gleisi Hoffmann também afirma que o argumento de que os chamados "14º e 15º salários" representariam uma complementação remuneratória para os congressistas não se justifica, pois os subsídios dos parlamentares foram significativamente reajustados recentemente.

"Assim, estamos apresentando a presente proposição extinguindo os denominados '14º e 15º salários' dos deputados federais e senadores. Permanece, apenas, a ajuda de custo no início e final do mandato que, efetivamente, têm a natureza desse tipo de vantagem. Trata-se de iniciativa que, inclusive, homenageia o princípio da isonomia, dando aos parlamentares tratamento igual àquele que se aplica aos demais agentes públicos, que somente recebem ajuda de custo quando são obrigados a mudar de residência no interesse da administração", resume a senadora na justificação da proposta.

No mesmo dia em que apresentou esse projeto, a senadora Gleisi Hoffmann protocolou também mais dois: o PLS 3/11, que regulamenta, no âmbito da União, a aplicação do limite remuneratório de agentes públicos e seus pensionistas; e o PRS 1/11, que altera o Regimento Interno do Senado Federal para vedar a posse de senadores nos períodos de recesso do Congresso Nacional.

Augusto Castro / Agência Senado
 

Notícias

Artigo – É meu, seu ou nosso? – Por Marcia Dessen

Artigo – É meu, seu ou nosso? – Por Marcia Dessen Evite conflitos e escolha, antes de casar, o regime da comunhão de bens Nem sempre um casal decide e planeja o casamento. Muitas vezes, acontece aos poucos, e, de repente, estão casados ou vivendo em união estável. Independentemente da forma ou da...
Leia mais

O divórcio do homem mais rico do mundo e o pacto antenupcial

O divórcio do homem mais rico do mundo e o pacto antenupcial          Lucas Marshall Santos Amaral 11 Janeiro 2019 | 04h00 Jeff Bezos e MacKenzie Bezos estão casados há 25 anos. Foi nesse período que ele se tornou o homem mais rico do mundo. Porém, a vida de...
Leia mais

Afeto como elemento basilar da relação familiar

Afeto como elemento basilar da relação familiar    10/01/19 ÀS 00:00 André Vieira Saraiva de Medeiros A família sofreu inúmeras modificações ao longo dos anos e – por consequência do processo evolutivo – a concepção de parentalidade foi extensivamente alterada, sob influência direta da...
Leia mais

A opção extrajudicial de recuperação de empresas

A opção extrajudicial de recuperação de empresas 7 de janeiro de 2019, 6h24 Por Murilo Aires Na recuperação extrajudicial não há intervenção do Ministério Público, nomeação de administrador judicial nem mesmo prazo mínimo de dois anos de supervisão judicial. Confira em Consultor Jurídico
Leia mais

Decreto institui política nacional de segurança da informação

Segurança da informação Decreto institui política nacional de segurança da informação Norma altera decreto 2.295/97 e lei de licitações. quinta-feira, 27 de dezembro de 2018 Foi publicado no DOU desta quinta-feira, 27, o decreto 9.637/18, que institui a Política Nacional de Segurança da Informação...
Leia mais

Publicada lei mineira que desburocratiza processos judiciais do Estado

Publicada lei mineira que desburocratiza processos judiciais do Estado A norma autoriza advocacia-Geral do Estado a não ajuizar, não contestar ou desistir de ação. quarta-feira, 26 de dezembro de 2018 Na última sexta-feira, foi publicada no Diário Oficial de Minas Gerais a lei 23.172/18, que versa...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados