"Democracia é sempre a melhor forma de governo"

29/11/2010 - 19h21

Brasileiro quer democracia, poucos partidos e liberdade de imprensa, aponta pesquisa do DataSenado

 

Pesquisa do DataSenado revelou que para 83% dos brasileiros "a democracia é sempre a melhor forma de governo" e que, para 73%, muitos partidos políticos prejudicam a democracia no país. O levantamento ouviu 1.325 cidadãos maiores de 16 anos, com acesso a telefone fixo, em 119 municípios de todas as regiões do país, incluídas todas as capitais. A margem de erro da pesquisa é de 3%.

Além do multipartidarismo, o levantamento também investigou a opinião dos brasileiros sobre outros dois aspectos da democracia: a liberdade de imprensa e a obrigatoriedade do voto. Para 85%, a "liberdade de imprensa" favorece a democracia brasileira. Já o voto obrigatório divide mais opiniões: 56% acham que ele favorece a democracia, enquanto 44% entendem que a obrigatoriedade do voto é prejudicial à democracia no Brasil.

Mais de 75% dos entrevistados consideram o Congresso Nacional muito importante para a democracia brasileira, enquanto 16% dizem que tem pouca importância e 6%, nenhuma importância. Os entrevistados de maior escolaridade foram aqueles que se mostraram mais inclinados a reconhecer a importância do Congresso - 82% daqueles com ensino superior o consideram muito importante, contra 70% daqueles com escolaridade até o ensino fundamental. Dos entrevistados, 52% disseram ter interesse médio por política, enquanto 25% afirmam ter alto interesse.

O interesse por política manifestado pelos entrevistados não se reflete, entretanto, na filiação partidária: apenas 15% afirmaram ser filiados a algum partido político, enquanto 85% disseram não ser filiados. O índice de filiação partidária é maior em cidades do interior, fora de regiões metropolitanas (20%). Nas regiões metropolitanas, é de 9%, e nas capitais, 6%. Entre as pessoas sem renda, o índice de filiação é de 6%. Por outro lado, 27% daquelas que declararam renda de mais de 10 salários mínimos são filiadas.

As informações são da Secretaria de Pesquisa e Opinião Pública

Agência Senado
 

Notícias

J.Lo ou J.Aff? Por que adotar o sobrenome do marido?

J.Lo ou J.Aff? Por que adotar o sobrenome do marido? Lúcia Soares 3 ago 2022 - 10h59 (atualizado às 13h06) Parece inacreditável, mas até 2002, ainda vigorava no Brasil uma lei, que estabelecia que o marido poderia anular o casamento e devolver a mulher à família, caso descobrisse...

O que o podcast ‘A Casa Abandonada’ ensina sobre divisão de herança

O que o podcast ‘A Casa Abandonada’ ensina sobre divisão de herança Além de causar mal-estar às famílias, litígio desvaloriza bens e é prejudicial para rentabilidade A herança de uma pessoa é a soma de todo o patrimônio conquistado ao longo da vida, como investimentos, imóveis, empresas, bens e até...

Casamento, regime de bens e sucessão entre cônjuges

OPINIÃO Casamento, regime de bens e sucessão entre cônjuges 28 de julho de 2022, 21h27 Por Paulo Eduardo Razuk e Denise Zanutto Tonelli Oliveira "INVENTÁRIO. Decisão que declarou a ineficácia da escritura pública, determinando a aplicação da Súmula 377 do E. STF. AGRAVO DE INSTRUMENTO....

Informativo de Jurisprudência do STJ destaca extinção de união estável

Informativo de Jurisprudência do STJ destaca extinção de união estável Processo: REsp 1.852.807-PR, Rel. Min. Paulo de Tarso Sanseverino, Terceira Turma, por unanimidade, julgado em 10/05/2022, DJe 13/05/2022. Ramo do Direito: Direito Civil Tema: Extinção de união estável. Partilha de imóvel comum....