Governo anuncia investimentos do PAC da Mobilidade para Curitiba e Porto Alegre

13/10/2011 - 6h34

Economia
Política

Renata Giraldi
Repórter da Agência Brasil

Brasília - A presidenta Dilma Rousseff anuncia hoje (13) os investimentos relativos ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade das Grandes Cidades para as regiões de Curitiba (Paraná) e Porto Alegre (Rio Grande do Sul). No total, o governo quer investir R$18 bilhões para melhorar a mobilidade urbana nas cidades brasileiras. A presidenta irá à capital paranaense para anunciar a decisão.

A ideia é investir na melhoria do sistema de transporte público coletivo dos municípios que estão em  regiões metropolitanas e têm mais de 700 mil habitantes. De acordo com novo cronograma, até o fim do mês todos os projetos selecionados em grandes regiões urbanas do país serão conhecidos. Belo Horizonte foi a primeira capital a confirmar recursos desta seleção.

Em Minas Gerais, serão investidos R$ 2 bilhões no metrô da região metropolitana da capital, Belo Horizonte. Para a realização da Copa do Mundo de 2014, serão aplicados R$ 8 bilhões nas cidades-sede dos jogos.

As cidades que sediarão os jogos da Copa são Belo Horizonte (Minas Gerais), Brasília (Distrito Federal), Cuiabá (Mato Grosso), Curitiba (Paraná), Fortaleza (Ceará), Manaus (Amazonas), Natal (Rio Grande de Norte), Porto Alegre (Rio Grande do Sul), Recife (Pernambuco), Rio de Janeiro (Rio de Janeiro), Salvador (Bahia) e São Paulo (São Paulo).

Os recursos do PAC da Mobilidade das Grandes Cidades serão aplicados nos chamados  trânsito rápido de ônibus (BRTs) e veículo leve sobre trilho (VLTs). Além desses, o PAC 2 tem mais R$ 24 bilhões que estão em fase de seleção. As informações são da Presidência da República e do Ministério das Cidades.
 

Edição: Graça Adjuto

Agência Brasil  

Notícias

25 super dicas para você melhorar a qualidade das suas peças jurídicas

Sexta-feira, 23 de janeiro de 2015 25 super dicas para você melhorar a qualidade das suas peças jurídicas Selecionamos 25 dicas para advogados, promotores e concurseiros melhorarem as suas peças jurídicas. O pequeno manual foi produzido pelos procuradores da República Gustavo Torres Soares e Bruno...
Leia mais

Deputado requenta projeto de lei que quer acabar com o Exame de Ordem

PROPOSTA ANTIGA Deputado requenta projeto de lei que quer acabar com o Exame de Ordem 11 de março de 2019, 13h58 Por Fernanda Valente A justificativa para o fim do Exame de Ordem para os bacharéis em Direito é a equiparação com as outras profissões do país que "não têm a necessidade de se...
Leia mais

Imóvel de inventários exige maiores cuidados

Imóvel de inventários exige maiores cuidados Diário das Leis - Noticias Kênio de Souza Pereira  Quando uma pessoa falece, imediatamente todo o seu patrimônio é transmitido aos herdeiros, sendo que o inventário consiste na formalização da divisão dos bens, de modo que o formal de partilha...
Leia mais

Mudar o vigente regime sucessório brasileiro é urgente

DIREITO CIVIL ATUAL Mudar o vigente regime sucessório brasileiro é urgente 11 de março de 2019, 8h02 Por Carlos Alberto Garbi Embora o modelo familiar atual revele profundas transformações ocorridas nos últimos anos, o direito sucessório pouco mudou para acompanhar a nova família[5], mostrando-se...
Leia mais

Imunidade do ITBI independe da forma de avaliação do imóvel colacionado

CONSULTOR TRIBUTÁRIO Imunidade do ITBI independe da forma de avaliação do imóvel colacionado 6 de março de 2019, 9h32 Por Igor Mauler Santiago A celeuma provém do artigo 23 da Lei 9.249/95, segundo o qual “as pessoas físicas poderão transferir a pessoas jurídicas, a título de integralização de...
Leia mais

Entenda como funciona o processo extrajudicial de usucapião

Entenda como funciona o processo extrajudicial de usucapião Recentemente o Código de Processo Civil recebeu alterações que inovaram o processo de usucapião extrajudicial. Antes, o pedido deveria ser feito exclusivamente por meio de ação judicial, ou seja, todo o processo passava pelo Juiz, com a...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados