Quer abrir uma franquia?

Quer abrir uma franquia? ACEB dá dica


A franquia já é um negócio formatado, prontinho para começar.

 

12/01/2011

 

A sensação do momento são as franquias. As marcas famosas estão se propagando muito e esse é um fator que agrada o mercado. Se você pensa em abrir uma franquia leia os prós e os contras que preparamos para você e decida o caminho que irá seguir: .A franquia já é um negócio formatado, prontinho para começar. Então, você não precisa começar do 0, tentar um novo mercado para saber se dará certo.

- Escolha um negócio que cabe no seu bolso, faça as coisas com cautela, para que você não tenha surpresas no futuro. Opte por aquilo que está de acordo com as suas posses.

- Há a variedade de marcas para franquias e podem ser escolhidas a dedo, conforme o segmento que você mais se identifica.

- Cuidado para não entrar em um negócio que você não consiga administrar, é muito importante que o ramo escolhido se enquadre no seu perfil. Assim, a administração do negócio será mais fácil e você levará com satisfação.

- O mercado de franquias vem crescendo cada vez mais, nos últimos 3 anos ele cresceu mais de 50% e continua crescendo, o que é uma expectativa muito boa para os empreendedores que pretendem atuar na área.

- Analise outros conceitos além dos números, se você conseguir analisar todos os pontos, será melhor para a sua vida profissional.

- Procure um profissional em finanças que possa lhe ajudar, anote as dicas e aproveite o momento para tirar todas as suas dúvidas. Essa postura ajuda você a não se enrolar logo no começo de sua nova fase.

- Dedique-se ao seu negócio, afinal ele envolve riscos e por isso requer tanta dedicação. Dê o melhor de si e você verá que os objetivos serão alcançados aos poucos. Procure se informar sobre tudo acerca do assunto, escolha com consciência e mãos à obra. A ACEB – Associação Comercial Empresarial do Brasil torce pelo seu sucesso!

 

A ACEB (https://www.aceb.org.br/) – Associação Comercial Empresarial do Brasil – é uma organização sem fins lucrativos e apolítica, que tem como missão contribuir com o crescimento e o desenvolvimento de seus associados por meio de orientação administrativa, serviços prestados com qualidade e responsabilidade social. Seu foco é trabalhar com micro e pequenas empresas e atuar em todo o Brasil.

A Associação visa tornar-se uma porta de entrada e referência nacional, no que tange a área comercial e empresarial, com propostas que possam suprir as necessidades de seus associados em consultorias de diversos setores, entre eles marketing, recursos humanos, contabilidade, etc. A ACEB tem ainda o intuito de ser fonte de informações para a imprensa, no que diz respeito a negócios e ao empresariado de pequeno porte. (Revista Fator)

 

Extraído de Revista INCorporativa

 

Notícias

STJ diverge sobre obrigação de dividir custos de pet após separação do casal

CÃES E GATOS STJ diverge sobre obrigação de dividir custos de pet após separação do casal 22 de junho de 2022, 11h44 Por Danilo Vital "O fato de os animais de estimação terem sido adquiridos na vigência da união estável não pode representar a consolidação de um vínculo obrigacional indissolúvel",...

Artigo – A fiança, a boa-fé e a outorga conjugal

Artigo – A fiança, a boa-fé e a outorga conjugal A doutrina majoritária qualifica-a como espécie de contrato benévolo, isto é, instrumento por meio do qual o fiador verdadeiramente pretende ajudar o devedor, o que o faz garantindo ao credor o pagamento da dívida. Fiança se constitui em obrigação...

Como era o Brasil antes da Lei Maria da Penha?

Como era o Brasil antes da Lei Maria da Penha? Nos raros casos de condenação, os juízes costumavam trocar a cadeia por multa, serviço comunitário ou cesta básica Clique aqui. Agência Senado

Turma concede guarda de criança sem vínculos com a mãe para a tia paterna

Turma concede guarda de criança sem vínculos com a mãe para a tia paterna por BEA — publicado há 12 dias Os desembargadores da 4ª Turma Cível do TJDFT, entendendo ser uma situação excepcional, concederam à tia materna guarda de menor que já estava aos seus cuidados pelo consentimento do falecido...