Quer abrir uma franquia?

Quer abrir uma franquia? ACEB dá dica


A franquia já é um negócio formatado, prontinho para começar.

 

12/01/2011

 

A sensação do momento são as franquias. As marcas famosas estão se propagando muito e esse é um fator que agrada o mercado. Se você pensa em abrir uma franquia leia os prós e os contras que preparamos para você e decida o caminho que irá seguir: .A franquia já é um negócio formatado, prontinho para começar. Então, você não precisa começar do 0, tentar um novo mercado para saber se dará certo.

- Escolha um negócio que cabe no seu bolso, faça as coisas com cautela, para que você não tenha surpresas no futuro. Opte por aquilo que está de acordo com as suas posses.

- Há a variedade de marcas para franquias e podem ser escolhidas a dedo, conforme o segmento que você mais se identifica.

- Cuidado para não entrar em um negócio que você não consiga administrar, é muito importante que o ramo escolhido se enquadre no seu perfil. Assim, a administração do negócio será mais fácil e você levará com satisfação.

- O mercado de franquias vem crescendo cada vez mais, nos últimos 3 anos ele cresceu mais de 50% e continua crescendo, o que é uma expectativa muito boa para os empreendedores que pretendem atuar na área.

- Analise outros conceitos além dos números, se você conseguir analisar todos os pontos, será melhor para a sua vida profissional.

- Procure um profissional em finanças que possa lhe ajudar, anote as dicas e aproveite o momento para tirar todas as suas dúvidas. Essa postura ajuda você a não se enrolar logo no começo de sua nova fase.

- Dedique-se ao seu negócio, afinal ele envolve riscos e por isso requer tanta dedicação. Dê o melhor de si e você verá que os objetivos serão alcançados aos poucos. Procure se informar sobre tudo acerca do assunto, escolha com consciência e mãos à obra. A ACEB – Associação Comercial Empresarial do Brasil torce pelo seu sucesso!

 

A ACEB (https://www.aceb.org.br/) – Associação Comercial Empresarial do Brasil – é uma organização sem fins lucrativos e apolítica, que tem como missão contribuir com o crescimento e o desenvolvimento de seus associados por meio de orientação administrativa, serviços prestados com qualidade e responsabilidade social. Seu foco é trabalhar com micro e pequenas empresas e atuar em todo o Brasil.

A Associação visa tornar-se uma porta de entrada e referência nacional, no que tange a área comercial e empresarial, com propostas que possam suprir as necessidades de seus associados em consultorias de diversos setores, entre eles marketing, recursos humanos, contabilidade, etc. A ACEB tem ainda o intuito de ser fonte de informações para a imprensa, no que diz respeito a negócios e ao empresariado de pequeno porte. (Revista Fator)

 

Extraído de Revista INCorporativa

 

Notícias

Senado pode votar na quarta-feira nova Lei de Falências

Senado pode votar na quarta-feira nova Lei de Falências 23/11/2020, 18h17 O Senado pode votar nesta quarta-feira (25) uma nova Lei de Falências. A proposta (PL 4.452/2020) autoriza financiamento mesmo em fase de recuperação judicial e permite uso de bens pessoais como garantia de empréstimo para...

Justiça autoriza divórcio unilateral de homem separado desde 2018

Vontade isolada Justiça autoriza divórcio unilateral de homem separado desde 2018 Relator considerou que eles já estavam separados há muito tempo e a demora atingiria o cotidiano de ambos. quinta-feira, 19 de novembro de 2020 A 12ª câmara Cível do TJ/PR concedeu antecipação de tutela para homem que...

Carf define que permuta de imóveis não entra no cálculo do IRPJ

OPERAÇÃO DISTINTA Carf define que permuta de imóveis não entra no cálculo do IRPJ 21 de novembro de 2020, 17h41 A permuta ocorre quando há troca de um ou mais imóveis entre as partes, não necessariamente por valores equivalentes — pode haver compensação financeira da diferença. Confira em Consultor...

O aumento da procura por planejamento sucessório durante a crise da Covid-19

O aumento da procura por planejamento sucessório durante a crise da Covid-19 18 de novembro de 2020, 13h07 Por Marcos Taverneiro e Ana Paula Gimenez Outro fator que inegavelmente motivou tal escalada na procura pelos projetos foi o sentimento do iminente aumento da carga tributária. Confira em...

Juristas não veem mais sentido no voto obrigatório

CRIME E CASTIGO Juristas não veem mais sentido no voto obrigatório 16 de novembro de 2020, 19h39   No Brasil, o voto ainda é obrigatório para maiores de 18 e menores de 70 anos. Ficam de fora dessa obrigatoriedade somente os analfabetos, os maiores de 70 e quem tem entre 16 e 18 anos. Leia em...