Instalada comissão para analisar projeto sobre devedor contumaz

Jefferson Rudy/Agência Senado
Combate ao devedor contumaz é resposta do governo aos críticos da reforma da Previdência

Instalada comissão para analisar projeto sobre devedor contumaz

07/08/2019 - 13:12  

Foi instalada nesta quarta-feira (7), na Câmara dos Deputados, a comissão especial que analisará o Projeto de Lei 1646/19, do Poder Executivo. A proposta tem o objetivo de punir o chamado devedor contumaz. O colegiado foi criado em maio e será formado por 34 parlamentares titulares e igual número de suplentes.

Na reunião, o deputado Tadeu Alencar (PSB-PE) foi eleito presidente da comissão e o deputado Arthur Oliveira Maia (DEM-BA) foi designado relator. Os deputados Joaquim Passarinho (PSD-PA)Paulo Ramos (PDT-RJ) e Luiz Carlos Motta (PL-SP)foram escolhidos, respectivamente, 1º, 2º e 3º vice-presidentes do colegiado.

Segundo o governo, a proposta compõe a “Nova Previdência”. Integram esse pacote a reforma dos regimes previdenciários do setor público e privado (PEC6/19), a mudança no sistema de proteção social dos militares (PL1645/19) e as medidas para coibir fraudes em benefícios previdenciários (Lei 13.846/19).

Opositores da reforma das aposentadorias dizem que o déficit previdenciário resulta da falta de cobrança dos grandes devedores. Os débitos com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) somam cerca de R$ 491 bilhões. O combate ao devedor contumaz, para o governo, seria uma forma de responder às críticas.

A proposta prevê que, constatada a inadimplência substancial e reiterada, aliada a um dos atos ilícitos previstos no projeto, será instaurado processo administrativo, assegurado o direito de defesa. Disso poderão resultar o cancelamento do cadastro do contribuinte, caso constatado desequilíbrio concorrencial, e o impedimento do acesso a benefícios fiscais por dez anos.

Da Redação - MB - Agência Câmara Notícias

 

Notícias

Lei assegura direitos ao cônjuge hipossuficiente após o divórcio

Lei assegura direitos ao cônjuge hipossuficiente após o divórcio 18 de agosto de 2019, 6h30 Por Izabelle Antunes Zanin e Ricardo Key Sakaguti Watanabe Nesse texto, serão abordadas três modalidades de verbas comumente debatidas nas demandas de separação e divórcio com o escopo de assegurar direitos...
Leia mais

Conheça as vinte leis mais estranhas sobre sexo no mundo

Conheça as vinte leis mais estranhas sobre sexo no mundo As leis que protegem a população contra os crimes sexuais são muito importantes na legislação de qualquer país, mas existem algumas bem intrigantes que, apesar de não serem usadas em muitos dos casos, ainda fazem parte da constituição destes...
Leia mais

Municípios poderão registrar ciclomotores

CCJ aprova transferência aos municípios de competência para registrar ciclomotores CompartilheVersão para impressão0Comentários 16/08/2019 - 11:10   A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou em caráter conclusivo proposta...
Leia mais

Juíza fixa honorários sucumbenciais em 59 centavos

Valor irrisório Juíza fixa honorários sucumbenciais em 59 centavos Advogado opôs embargos para que o valor fosse revisto, mas foram negados pela magistrada. sexta-feira, 16 de agosto de 2019 Em Quirinópolis/GO, um advogado deverá receber R$ 0,59 de honorários sucumbenciais. Decisão é da juíza de...
Leia mais

União Estável X Namoro ?

União Estável X Namoro ? União Estável X Namoro ? Bruna Leoncio, Advogado  Publicado por Bruna Leoncio há 10 horas A União Estável ocorre entre duas pessoas que vivem uma relação pública, contínua, duradoura, e com o intuito de constituição de entidade familiar. Nesse sentido, não é necessário...
Leia mais
Dúvidas, consulte as fontes indicadas. Todos os direitos reservados