Para o TJPE Notificação Anotada com “Mudou-se” Caracteriza Mora

Para o TJPE Notificação Anotada com “Mudou-se” Caracteriza Mora

Por Elen Moreira 19/10/2021 as 10:12
Direito Empresarial TJs TJPE

Ao julgar a apelação interposta contra sentença que declarou extinto o feito, sem resolução de mérito, revogando a liminar deferida e determinando a imediata devolução do veículo na ação de busca e apreensão, pela não caracterização da mora do devedor, o Tribunal de Justiça de Pernambuco deu provimento e reformou a sentença assentando que a notificação com retorno “mudou-se”, enviada ao endereço constante no contrato, constitui a mora por violação do devedor aos deveres de cooperação e boa-fé.

Entenda o Caso
Foi interposta Ação de busca e apreensão na qual a sentença declarou extinto o feito, sem resolução de mérito, revogando a liminar deferida e determinando a imediata devolução do veículo.

A instituição financeira apelante alegou a inaplicabilidade da teoria do adimplemento substancial e insistiu que restou comprovada a mora do réu, argumentando que não há ofensa ao contraditório e ampla defesa porque o bem “[...] já deixou de ser seu muito tempo antes, desde quando, ao prestar a garantia, alienou-o fiduciariamente ao credor [...]”.

Decisão do TJPE
A 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco, sob voto do Desembargador Fernando Eduardo de Miranda Ferreira, deu provimento ao recurso.

Isso porque destacou que o entendimento anterior na 1ª Câmara Cível acatava a teoria do adimplemento substancial, no entanto, com a divergência entre as Terceira e Quarta Turmas, o Superior Tribunal de Justiça deu provimento ao recurso especial n. 1622555/MG para:
[...] reconhecer a existência de interesse de agir do demandante em promover ação de busca e apreensão, independentemente da extensão da mora ou da proporção do inadimplemento, determinando o retorno dos autos à origem, e o prosseguimento do feito tal como proposto (ação de busca e apreensão), nos termos do voto do Sr. Ministro Marco Aurélio Bellizze, que lavrará o acórdão.

Assim, mantido o afastamento da teoria do adimplemento substancial, foi analisada a decisão que considerou ineficaz a notificação extrajudicial por ter sido devolvida com a anotação “mudou-se”.

Inicialmente, foi consignado o entendimento do Superior Tribunal de Justiça, no AgRg no AREsp 467074/RS, no sentido de que:

[...] para a constituição em mora na ação de busca e apreensão é imprescindível a comprovação de encaminhamento de notificação extrajudicial ao endereço constante do contrato, bem como de seu efetivo recebimento, ainda que não pessoalmente pelo devedor”.

No caso, foi acostada na inicial a notificação extrajudicial dirigida ao endereço do devedor constante no contrato, sendo que “[...] caberia ao devedor manter atualizado seu endereço perante a instituição financeira, tudo em consonância com os deveres de cooperação e boa-fé impostos às partes contratantes”.

Com isso, foi reformada a sentença e julgado procedente o pedido para “[...] consolidar o domínio e a posse exclusiva do bem perseguido em nome da instituição financeira apelante”.

Número do Processo
0014871-42.2016.8.17.2001

Ementa
EMENTA: CIVIL E PROCESSUAL CIVIL. AÇÃO DE BUSCA E APREENSÃO. CONTRATO DE FINANCIAMENTO GARANTIDO POR ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA. EXTINÇÃO DO FEITO SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO.INDEFERIMENTO DA PETIÇÃO INICIAL ANTE A FALTA DE CONSTITUIÇÃO EM MORA DO DEVEDOR.NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL ENVIADA AO ENDEREÇO CONSTANTE NO CONTRATO. RETORNO DO AR COM A INFORMAÇÃO DE "AUSENTE".AUSÊNCIA DE COMUNICAÇÃO DA MODIFICAÇÃO DO ENDEREÇO. ÔNUS DO DEVEDOR. VALIDADE DA NOTIFICAÇÃO PARA EFEITO DE CONSTITUIÇÃO EM MORA. SENTEÇA CASSADA. 1. A jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça consolidou-se no sentido de que em se tratando de busca e apreensão decorrente de alienação fiduciária, a mora deve ser comprovada por meio de notificação extrajudicial a ser entregue no domicílio do devedor, sendo dispensada a notificação pessoal. 2. O devedor deve comunicar a alteração do seu endereço para fins de recebimento das correspondências encaminhadas pelo credor, sob pena de se reputar válida a sua constituição em mora quando a notificação é encaminhada para o endereço constante no contrato.Recurso de apelação provido. (TJPR - 15ª C.Cível - AC - 1481156-4 - Foz do Iguaçu - Rel.: Jucimar Novochadlo - Unânime - - J. 16.03.2016) (TJ-PR - APL: 14811564 PR 1481156-4 (Acórdão), Relator: Jucimar Novochadlo, Data de Julgamento: 16/03/2016,  15ª Câmara Cível, Data de Publicação: DJ: 1768 29/03/2016)

Acórdão
ACORDAM os Desembargadores da Décima Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, por unanimidade de votos, em cassar a sentença que extinguiu o processo sem resolução de mérito ante o indeferimento da petição inicial, determinando o retorno dos autos à origem para o regular prosseguimento do feito, nos termos da fundamentação.

RECIFE, 28 de abril de 2016.

JOSE JUNIOR FLORENTINO DOS SANTOS MENDONCA

Juiz(a) de Direito

Extraído de Instituto de Direito Real

 

Notícias

Município pode editar lei sobre proteção e do meio ambiente local, diz STF

COMPETÊNCIA CONSTITUCIONAL Município pode editar lei sobre proteção e do meio ambiente local, diz STF 24 de novembro de 2021, 9h34 Segundo o ministro, a competência se legitima desde que o município legisle para tutelar e regular assuntos de interesse estritamente local, nos limites do artigo 30,...

Patrimônio de afetação e a Cédula Imobiliária Rural

Patrimônio de afetação e a Cédula Imobiliária Rural Vitor Frederico Kümpel quarta-feira, 17 de novembro de 2021 A expressão "afetação" está ligada à possibilidade de segregação patrimonial ou qualificação de determinado acervo patrimonial por meio da imposição de encargos que vinculam os bens...

Informativo de Jurisprudência do STJ – Nº 0717 de 16/11/2021

Informativo de Jurisprudência do STJ – Nº 0717 de 16/11/2021 1 – Processo:REsp 1.946.423-MA, Rel. Min. Nancy Andrighi, Terceira Turma, por unanimidade, julgado em 09/11/2021, DJe 12/11/2021. Ramo do Direito:DIREITO PROCESSUAL CIVIL, DIREITO EMPRESARIAL, DIREITO BANCÁRIO Tema:Ação de busca e...

IRIB – INCRA emite Nota Técnica sobre usucapião no SIGEF

IRIB – INCRA emite Nota Técnica sobre usucapião no SIGEF   Nota especifica os procedimentos para a submissão de parcelas no SIGEF para as situações de usucapião judicial ou extrajudicial. O Comitê Nacional de Certificação e Credenciamento do Instituto Nacional de Colonização...

Transexual pode se aposentar de acordo com o sexo que se identifica

ABECEDÁRIO PREVIDENCIÁRIO Transexual pode se aposentar de acordo com o sexo que se identifica 14 de novembro de 2021, 9h22 Por Ana Luisa Saliba No que se refere à licença-maternidade e o salário-maternidade, a especialista disse que é importante fazer algumas diferenciações. Confira em Consultor...